TVBV Notícias Turismo 50 mil fiéis participam da Marcha para Jesus em sábado ensolarado em Florianópolis
Turismo

50 mil fiéis participam da Marcha para Jesus em sábado ensolarado em Florianópolis

Evento é Patrimônio Cultural Imaterial de Santa Catarina e foi realizado pela primeira vez após oito anos

Em um sábado (4) ensolarado na Capital, a Marcha para Jesus reuniu cerca de 50 mil fiéis em uma caminhada que começou no Parque de Coqueiros e terminou na Beira-mar continental. O evento foi declarado Patrimônio Cultural de natureza imaterial do Estado, com a lei sancionada pelo governador dia 31 de julho deste ano, e contou com a presença do governador Jorginho Mello, além de bandas locais e cantores nacionais.

Para os organizadores do evento, a Marcha, que não era realizada desde 2015, volta com força e vem carregado de muita esperança. “O objetivo é mostrar para as pessoas que elas podem ser acolhidas em meio a tantas circunstâncias que passamos nos nossos dias. Se a pessoa não tem uma família, aqui ela é abraçada pelo povo de Deus”, comentou Jefe Melo, organizador do evento em Florianópolis.

A liderança das igrejas evangélicas, representada por Flori Ramos, que é presidente do Conselho de Pastores de Florianópolis, agradeceu o apoio do Estado. “O governador tem sido parceiro do povo cristão. Sempre auxiliando, escutando e se fazendo presente nos eventos que promovem valores familiares e de fé. Esta Marcha ficará guardada na lembrança de todos que vieram desfrutar da presença de Deus neste dia lindo de sol”, finalizou Flori.

 

Marcha para Jesus

A Marcha para Jesus é um dos maiores eventos cristãos a céu aberto do mundo. O evento reafirma os princípios cristãos. A primeira Marcha, denominada March for Jesus, ocorreu em 1987, na cidade de Londres, no Reino Unido. No ano de 1993, chegou ao Brasil, sendo realizada em São Paulo. Passou a integrar o calendário oficial do Brasil em setembro de 2009, quando a Lei Federal 12.025 foi sancionada. Em Santa Catarina, a data foi instituída por meio da Lei Estadual 13.174, de novembro de 2004.

 

Fotos: Secom

Sair da versão mobile