25 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Política

Ato marca ordem de serviço da tão esperada dragagem do rio Itajaí-Açu

Foto: Jonatã Rocha/Secom

Assinatura foi feita pelo governador Jorginho Mello em Rio do Sul, no Alto Vale

Em um ato realizado em Rio do Sul, no Vale do Itajaí, o governador Jorginho Mello assinou a ordem de serviço para a do rio Itajaí-Açu no último sábado (11). A obra representa a retomada da esperança em dias tranquilos em que as chuvas não signifiquem, necessariamente, enchentes e tragédias em uma região onde as cheias destroem vidas, casa e sonhos dos moradores ao longo dos anos.

Observando o começo da dragagem de cima de uma ponte, Márcio Pires, morador do bairro Canoas, viu na ação um amanhã mais tranquilo para as próximas gerações. “Representa uma esperança. Eu já perdi tudo e fico até emocionado, porque meus filhos não vão sofrer. De todos que falaram que iam fazer e nunca fizeram é o primeiro passo, creio que de muitos outros passos”, relatou.

 

As chuvas e perdas são recorrentes e dramáticas para quem vive na região. Um exemplo é Nelçi Terezinha Pereira, fundadora do grupo Unidos Venceremos, que batalha há oito anos por uma solução para a população. Ela mesma já foi vítima das águas e perdeu os bens materiais em cinco enchentes. Agora vê na iniciativa o cumprimento de uma promessa.

“Eu tô muito feliz de ver que até que enfim vão olhar para Rio do Sul. O Jorginho é o terceiro governador que nós fomos pedir com 36 mil assinaturas e até hoje ninguém havia feito. Eu tô lutando com o meu grupo há oito anos. Então, para Rio do Sul é uma festa e eu tô tão emocionada, tão feliz. E para nós vai ser uma graça, porque o povo do Rio Sul tem muitos empresários e o povo vai ajudar porque quer que Rio do Sul continue sendo a capital do Alto Vale e não a capital das enchentes”.

Foto: Roberto Zacarias/Secom

Ainda no Centro de Inovação Norberto Frahm, onde foi realizado o ato, o governador Jorginho Mello, secretários de Estado, autoridades e a comunidade realizaram uma ação de plantio de mudas de árvores na margem do rio. O destaque foram as 50 crianças do projeto Defesa Civil na Escola. Acompanhada do mascote da Defesa Civil, o cachorro Radar, a criançada aproveitou a tarde com educação ambiental e um lanche especial.

> Siga nosso canal no WhatsApp e receba as notícias do TVBVonline em primeira mão

O pequeno Gabriel Miguel, de 8 anos, estava com a lição na ponta da língua: “plantar árvore pra ajudar o meio ambiente e proteger a natureza”, disse ao lado do governador. “Não pode jogar coisa no rio por causa da sujeira e do meio ambiente”, explicou o pequeno Davi Ramos, de 9 anos.

Foto: Roberto Zacarias/Secom
Política

Política

Política

Política

Política

Política