16 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Paulo Chagas

Aumento do ICMS no Rio Grande do Sul e a influência em SC

Governador Eduardo Leite do RS articula com a base para aprovar o aumento do Imposto – Foto: Maurício Tonetto/Secom

Diferente de Santa Catarina, o governador Eduardo Leite (PSDB), do Rio Grande do Sul, mantém como prioridade o aumento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Nesta terça-feira (19), a pressão é para que a Assembleia Legislativa aprove, e caso sim, passará dos atuais 17% para 19,5%. O novo índice significará o real aumento da arrecadação. Porém, as negociações seguem e não estão avançando com tranquilidade. As entidades empresariais estão pressionando contra. Há quem diga que se o aumento for aprovado, haverá influência direta aos interesses de Santa Catarina. Pois, os futuros investimentos no estado vizinho poderão ser endereçados para o lado de cá. É sabido que Jorginho Mello (PL), decidiu não amentar o ICMS no Estado, e tem sido exemplificado pelos gaúchos.

Deputado Ivan Naatz de olho na Prefeitura de Blumenau

Naatz não esconde o desejo de comandar a Prefeitura de Blumenau / Foto: Bruno Collaço / Agência AL

O prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt (Podemos), trabalha para eleger no pleito de 2024, a vice Maria Regina Soar (PSDB). Até aí, nenhum problema. No entanto, há disposição dos dois em migrarem para o Partido Liberal (PL). Tal possibilidade provocou a reação do deputado estadual Ivan Naatz (PL), que ventila a possibilidade de se tornar candidato pelo partido no município, isso se o nome que ele gostaria de ver disputando o pleito, no caso, a adjunta da Secretaria de Estado da Educação, Patrícia Luerdes, não aceite. O pretenso efeito é tirar a ideia de Hildebrandt, ter a sua indicada à Prefeitura, fora da filiação liberal.

Dia Estadual do Gamer

Por outro lado, o deputado Ivan Naatz (PL) comemora a aprovação unânime pelo Plenário, do projeto de autoria dele, que institui o Dia Estadual do Gamer em Santa Catarina. A proposta é estimular a atividade no Estado. Segundo o deputado, o setor de games movimenta R$ 12 bilhões ao ano, o que coloca o país líder em receita na América Latina e o 13º no ranking mundial. Ele reitera que Santa Catarina é pioneiro no incentivo à atividade com o “Programa SC Games”, que já tem 15 anos de existência. A partir do projeto ele quer ampliar o reconhecimento e a importância da receita econômica gerada pelo setor, e valorizar a todos os que encontram nos jogos, uma atividade profissional.

Declínio político de Lages: prefeito Antonio Ceron se recolhe

Prefeito de Lages Antonio Ceron / Foto: Ascom PML

Lages vive um dos piores momentos no campo político. O desencadeamento da Operação Mensageiro e o arrolamento direto do prefeito Antonio Ceron (PSD) no processo, gerou uma espécie de desânimo na cidade. Até mesmo o clima de Natal está prejudicado, com uma decoração apática feita de última hora. Além disso, a ausência do prefeito em eventos públicos, torna a situação ainda mais complexa. É nítida da parte dele, a preocupação em evitar constrangimentos. Oficialmente, quem tem comparecido em solenidades tem sido o vice-prefeito Juliano Polese (PP), mas sem sequer citar a representatividade no lugar do titular. Isso ficou evidente, nos recentes atos de posse da nova diretoria da Associação e Sindicato Rural de Lages, e da diretoria da Associação Empresarial de Lages (ACIL), na semana passada. Realmente constrangedor. Essa situação acaba tendo reflexos diretos na gestão do município, que amarga momentos difíceis e de completa rejeição. E para piorar, são poucas as lideranças que se destacam, e que poderiam assumir a condução da Prefeitura, em 2025.