27 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Cotidiano

Biguaçu abre inscrições para celebração de casamento coletivo; saiba mais

Inscrições vão até o dia 6 de abril e a cerimônia comunitária acontece no dia 27 de maio

Casais que possuam renda conjunta de até três salários mínimos, e estejam interessados em se casar, podem se inscrever para participar do casamento coletivo em Biguaçu, que acontece no dia 27 de maio. O evento é uma iniciativa da Defensoria Pública de Santa Catarina em parceria com a Prefeitura do município, em comemoração ao aniversário de 190 anos de Biguaçu— celebrado no dia 17 de maio.

O objetivo do evento é beneficiar casais de baixa renda, que não possam arcar com despesas de cartório. Portanto os critérios são apenas dois: além de somar renda de até três salários mínimos, o casal deve estar inserido no Cadastro Único do Governo Federal. Todos os casais que se enquadrarem nesse perfil poderão participar, independente de orientação sexual ou identidade de gênero.

O local ainda não está definido pela Prefeitura do município, e deve ser escolhido nos próximos dias, de acordo com o volume de demanda que surgir. Os interessados podem entrar em contato com os Centros de Referência de Assistência Social I e II (CRAS I – 48 3094-4130 e CRAS II 48 3039-7509) ou diretamente na Secretaria de Assistência Social e Habitação, na rua Lúcio Born, n°12, Ed. São João Evangelista, no Centro de Biguaçu, de segunda-feira a sexta-feira das 13h às 19h. O telefone da Secretaria para mais informações é o 48 3094-4128.

 

De acordo com o secretário de Assistência Social e Habitação, Auri Arnaldo Bitencourt da Rosa, a Prefeitura estaria buscando parcerias com a iniciativa privada com intuito de que lojas de aluguéis de trajes de casamento possam auxiliar casais que não têm condições financeiras de arcar com aluguéis de vestidos ou ternos. “O município de Biguaçu estará aberto a todos os casais que se enquadrem nos critérios de renda, para que eles sejam felizes e o amor esteja em primeiro lugar”, destaca Bitencourt.

Foto: Prefeitura de Biguaçu / Reprodução

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano