13 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Ocorrência

Bombeiros combatem incêndio no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro

Por volta das 18h de domingo (3) o incêndio foi extinto e a confirmação feita com o uso de drones

Após mais de 24h de atuação, as equipes do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) combateram o incêndio em vegetação na Enseada de Brito, em Palhoça. A corporação foi acionada às 14h22 de sábado (2). Equipes da Polícia Militar Ambiental (PMA), da Brigada do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro e do helicóptero Águia da Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) também atuaram no atendimento.

As equipes encontraram dificuldade para acessar os focos de incêndio, já que se tratava de uma área de banhado com vegetação na altura da cintura. Durante toda madrugada de domingo (3) as equipes do CBMSC em Biguaçu, Rancho Queimado, Santo Amaro da Imperatriz e Palhoça atuaram no local. Pela manhã, militares do Grupamento de Busca e Salvamento (GBS) em Florianópolis apoiaram com sobrevoo de drones para verificação dos focos ainda existentes.

Os trabalhos de combate às chamas seguiram durante todo domingo, 3, e foram executados por três equipes, divididas em pontos estratégicos mapeados durante sobrevoo do helicóptero Águia-02 da PMSC. O CBMSC estava com 12 militares no local, sendo que nove estavam atuando no combate e três realizando o monitoramento por meio de sobrevoo de drones. A Polícia Militar Ambiental estava com 19 integrantes em combate e a Brigada do Parque, com cinco.

Área atingida

De acordo com a Polícia Militar Ambiental (PMA), estima-se que o incêndio tenha afetado uma área de aproximadamente 150 hectares, tendo impacto direto na vegetação de restinga, local em que habitam animais como cágados e jabutis, cachorro-do-mato, gato-do-mato, anta, ouriço-cacheiro, cobra coral, cobra-cipó, lagarto teiú, jacaré do papo amarelo e diversas outras espécies de aves.

Foto: Divulgação/CBMSC