29 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Paulo Chagas

Breve histórico de Lucas Neves, o mais jovem deputado da Alesc

Aos 34 anos, o mais jovem deputado na Assembleia Legislativa. Como poucos, acompanhei a trajetória dele. O conheci dentro de um jornal de Lages, onde começou como office-boy. Sofreu a duras penas o dia a dia conturbado do local. Chegou à redação do veículo um tempo depois, com a edição de uma coluna. Só depois cursou jornalismo, e a ascendência na função teve início como apresentador, na extinta TV Araucária, uma espécie de extensão do SCC/TV, em Lages. Não demorou muito e logo conquistou espaço na maior TV de Santa Catarina, a então RBS que ainda possuía uma geradora na Serra, com sede em Joaçaba, no Meio Oeste, mas que por um bom tempo manteve um estúdio de transmissão, a partir de Lages. Nessa época, na TV, adotou um estilo mais crítico chamando atenção aos problemas locais e regionais. Surpreendentemente, tomou a decisão de deixar o vídeo e a função que exercia, para se lançar na política. Logo na primeira vez, em 2016, foi candidato a vereador e recebeu a maior votação da história da cidade de Lages. Em 2018, disputou uma cadeira na Alesc e ficou como quarto suplente de sua coligação. Em 2020, foi candidato a Prefeito de Lages. Atualmente, filiado ao Podemos, teve êxito em nova eleição para deputado estadual, obtendo 23.053 votos, e assim, fará parte da 20ª Legislatura, num primeiro mandato na Alesc como Deputado Estadual. (Foto: Bruno Collaço / Agência AL)

Desafios da “Bancada da Serra” e a liderança do Podemos

Lucas durante entrevista no meu programa Tema Livre / Foto: Alair Sell

Lucas revelou na tribuna já na quinta-feira (2), e reiterou durante entrevista em meu programa “Tema Livre”, num canal fechado, a Nova Era TV, em Lages, reafirmando que propôs a criação na Assembleia Legislativa da “Bancada da Serra”, que inclui os deputados Marcius Machado (PL) e Mário Motta (PSD). A proposta é atuar de forma conjunta em defesa dos interesses dos municípios da Região Serrana, e buscar alternativa para que efetivamente a BR 282 possa ter atenção, e, pelo menos, tenha a construção das terceiras pistas, em toda a extensão, entre outras pautas comuns da Serra. Segundo ele, o que os une é muito mais forte do que aquilo que os separa. Enalteceu a amizade que tem com o presidente da Casa, Mauro De Nadal (MDB). Salientou que fará parte da Comissão de Finanças, e que irá presidir a Comissão Antidrogas, além de integrar outras comissões, tais como Saúde, Turismo e Defesa Civil. E o mais importante, será ele o líder da Bancada do Podemos. Obviamente, disse estar muito feliz, de estar como deputado mais novo em idade na Alesc e de liderar o Partido. Enfim, está aí um pouco da trajetória deste menino. Torço muito por ele. Está amadurecido, estudado, altivo nas palavras, e demonstra estar pronto para representar a Região da Serra. Isso tudo confirma que terá um grande futuro como político. Estarei acompanhando.

Deputados já mostraram serviço e apresentam as primeiras ações

Foto: Bruno Collaço / Agência AL

Eles tomaram posse na quarta-feira (1º /02). Na quinta (3), muitos deles participaram da primeira sessão ordinária. Foi a oportunidade para que destacassem as primeiras ações. Matheus Cadorin (Novo), por exemplo, protocolou cinco propostas, entre elas, a criação de frentes parlamentares voltadas para o fomento da liberdade econômica e inovação, e outra em apoio aos bombeiros voluntários. O Dr. Vicente Caropreso, mantendo a mesma linha, na saúde, disse que pretendente implementar a melhoria dos serviços de alta complexidade em cardiologia. Em suma, os parlamentares também mostraram preocupação coletivas, como a perda de arrecadação devido à lei complementar federal que limitou a cobrança de ICMS sobre os combustíveis, e, em torno de soluções para os problemas de tráfego na BR 101. Noto que começaram bem, e que bons debates terão a partir da abertura oficial dos trabalhos, na terça-feira (7).

Paulo Chagas

Paulo Chagas

Paulo Chagas

Paulo Chagas

Paulo Chagas

Paulo Chagas