23 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Cotidiano

Celesc começa a instalar medidores inteligentes em Florianópolis

Reconhecida como a cidade mais conectada e inteligente do Brasil, ao liderar o Ranking Connected Smart Cities, Florianópolis tem mais um motivo para se orgulhar deste título

A Celesc se prepara para iniciar, no dia 2 de janeiro de 2024, o processo de instalação de medidores inteligentes para clientes de Florianópolis. A operação terá início no bairro Coqueiros, com base em questões logísticas, e ao longo de 36 meses será expandida para todas as demais regiões da Capital. Ao todo, o investimento será de R$ 116 milhões.

Os medidores antigos serão trocados por equipamentos modernos, que fornecerão informação em tempo real do fornecimento de energia e maior agilidade no religamento da luz.

“Isto possibilita maior agilidade no atendimento de ocorrências e melhor dimensionamento do sistema de distribuição. Além disso, futuramente a Celesc disponibilizará o acesso aos dados de consumo no aplicativo, para que o consumidor possa analisar seu perfil de consumo e tomar ações para reduzi-lo ou até mesmo aderir a alguma modalidade de faturamento mais vantajosa financeiramente, a exemplo da tarifa branca”, afirma o presidente da Celesc, Tarcísio Estefano Rosa.

Com a instalação dos medidores inteligentes, leituras, faturamentos, desligamentos, religações e indicação de falta de energia serão feitos de forma remota. O sistema também permite que, por meio de alarmes dos medidores e das medições de balanço instaladas nos transformadores de distribuição, sejam gerados indícios de irregularidades nas medições, direcionando fiscalizações em campo.

Para o diretor Comercial da Celesc, Vitor Lopes Guimarães, a implementação de medidores inteligentes representa um salto importante na gestão eficiente dos recursos e na modernização do setor elétrico. “A capacidade de monitoramento em tempo real oferece uma visão abrangente do uso de energia, permitindo uma resposta ágil a picos de demanda e, assim, otimizando a eficiência energética. Os medidores inteligentes não apenas modernizam a infraestrutura elétrica, mas também impulsionam uma abordagem mais inteligente e sustentável para o uso de energia”, ressaltou o diretor.

Mesmo com a nova tecnologia, as contas em papel seguem sendo entregues. A Celesc tem incentivado o cadastro de fatura por e-mail para o consumidor deixar de receber a conta em papel com o objetivo de oferecer mais rapidez, otimizar a entrega e contribuir com o meio ambiente.

Principais vantagens do sistema:

• Consumidor poderá fazer a gestão do seu consumo em tempo real
• Combate a irregularidades e ligações clandestinas
• Redução da inadimplência
• Redução de custos operacionais
• Otimização da identificação e atendimento de ocorrências, agilizando a operação das equipes e reduzindo deslocamentos desnecessários
• Religamento automático de energia em caso de corte

Projeto-piloto em Araranguá

As instalações em Florianópolis sucedem à execução de um projeto-piloto em Araranguá, no Sul do Estado, com início em julho de 2021. A abrangência naquela cidade foi de 33 mil unidades consumidores (entre residências, comércios e pequenas industrias) e de 1,3 mil Transformadores de Distribuição. O trabalho foi finalizado em maio deste ano, ao custo de R$ 23 milhões, e atualmente o projeto encontra-se em fase de ajustes finais da rede de comunicação para entrega.

Segundo o gerente do Departamento de Gestão Técnica Comercial da Celesc, Guilherme Saidler, Araranguá foi escolhida para estar no projeto por uma série de motivos: “Lá nós temos a disponibilidade de infraestrutura de telecomunicações própria, um alto índice de inadimplência e a dimensão da cidade permitia que ela fosse abrangida como um todo, considerando o orçamento disponível. Além disso, o município é relativamente plano, o que possibilita maior cobertura do sistema de rádio e sem áreas de risco, facilitando o processo de troca dos medidores”, comenta.

O projeto-piloto é considerado um sucesso, levando-se em conta que a efetividade do sistema é de 98%. “Os dados de medição de energia são armazenados nos sistemas da Celesc na frequência de 5 minutos, ao invés de apenas termos uma leitura mensal, possibilitando melhor avaliação do perfil dos consumidores e, futuramente, disponibilizar estes dados no aplicativo da Celesc”, pontua Guilherme.

Foto: Celesc/Reprodução