29 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Esportes

Com nove catarinenses na convocação, Brasil vai ao Parapan de Jovens na Colômbia

Evento para atletas com deficiência de 12 a 20 retorna após seis anos

Os Jogos Parapan-Americanos de Jovens de Bogotá, na Colômbia, começam na próxima sexta-feira (2). O evento é disputado por jovens com deficiência que têm entre 12 e 20 anos e reúne cerca de 900 atletas de 21 países, em 12 modalidades. A competição estava inicialmente marcada para 2021, mas foi adiada por causa da pandemia de Covid-19.

O Brasil participará do Parapan de Jovens com 96 atletas, sendo 44 deles integrantes do Bolsa Atleta (programa federal de patrocínio individual, considerado um dos maiores do gênero no mundo), além de dois calheiros, que auxiliam os competidores da bocha. A equipe verde e amarela começa a se reunir em São Paulo, no Centro de Treinamento Paralímpico, a partir desta segunda-feira (29). O embarque está previsto para a próxima quarta-feira (31).

Na convocação oficial do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), nove catarinenses aparecem para representar o Brasil. Três são atletas: Pedro Pereira, atleta de futebol PC, de Blumenau; Beatriz das Chagas, atleta de bocha, de Florianópolis; Gabriel Antunes, atleta de tênis de mesa, de Criciúma. Há também os treinadores: de basquete em cadeira de rodas, Mauro de Souza, de Blumenau; de tênis de mesa, Alexandre Ghizi, de Criciúma, e Augusto Correa, de Videira.

 

Além destes, foram convocadas a fisioterapeuta da equipe de goalball feminino, Monica de Freitas, e a equipe de apoio da bocha, que conta com Aline de Barros, de Itajaí, e Fabiola Spader, de Meleiro.

O basquete em cadeira de rodas e o halterofilismo são as modalidades nas quais o país terá mais representantes (16 atletas). A delegação brasileira ainda brigará por medalhas em futebol de cegos, futebol de paralisados cerebrais (PC), goalball (esporte que é praticado por jogadores com deficiência visual), judô, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas e vôlei sentado.

A edição de Bogotá será a quinta da história do evento. A primeira ocorreu há 18 anos, em Barquisimeto (Venezuela). A estreia brasileira se deu em 2009, coincidentemente, também na capital colombiana. A competição foi disputada pela última vez em 2017, em São Paulo. Entre os participantes estiveram atletas campeões paralímpicos nos Jogos de Tóquio (Japão), em 2021, como Mariana D’Andrea (halterofilismo) e Emerson Ernesto (goalball).

O Brasil estará presente em dez das 12 modalidades do Parapan de Jovens. As exceções são atletismo e natação, justamente as que mais distribuem medalhas. Em 18 de abril, o CPB divulgou nota explicando que não levaria as equipes após o Comitê Organizador do evento afirmar que não conseguiria oferecer a classificação funcional (processo que define a classe do atleta conforme a deficiência) a todos os competidores de ambos os esportes.

Com informações da Agência Brasil
Foto: Alessandra Cabral/CPB/Reprodução

Esportes

Esportes

Esportes

Esportes

Esportes

Esportes