20 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Cotidiano

Confira a programação do Cineclube da Mostra de Cinema Infantil no CIC

A iniciativa conta com apoio do Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC) e Fundação Catarinense de Cultura (FCC)

O Cineclube da Mostra de Cinema Infantil tem sessões todos os sábados, às 16h, na sala de Cinema Gilberto Gerlach, no Centro Integrado de Cultura (CIC), com entrada gratuita.

Confira os filmes que serão exibidos em junho:

Dia 03/06:

  • Chef Jack
  • (De Guilherme Fiuza Zenha, Animação, Brasil, 2022, 72 min);
  • Chef Jack e Leonard irão cruzar as Ilhas Culinárias para completar as provas da “Convergência de Sabores”, a maior competição gastronômica do mundo e tentar vencer seus concorrentes.

Dia 10/06:

  • Lotte e os Dragões Perdidos /Lotte and the Lost Dragons;
  • (De Janno Põldma e Heiki Ernits, Animação, Estônia e Letônia, 2019, 78 min);
  • A aventureira cachorrinha Lotte acaba de ganhar uma irmã, chamada Rosie. A chegada de alguns cientistas em Gadgetville agita a cidade com um novo desafio. Eles estão participando de uma competição de canções de folk, e precisam capturar um dragão místico para ajudá-los na composição da música que os fará ganhar o prêmio. Decididas a ajudar os dois cientistas, Lotte e Rosie se empenham na árdua tarefa da procura pelo dragão.

Dia 17/06:

Sessão Curtas da Mostra (54 min) Livre.
Com a exibição dos seguintes filmes:

  • Vovó tá na Cozinha;
  • (De PG Santiago, animação, São Paulo, 2012, 3min);
  • Dance com a vovó fazendo o jantar!
  • Flamingo/Flamingo;
  • (De Julia Ocker, animação, Alemanha, 2018, 4 min);
  • Um porquinho enlameado incomoda uma festa elegante dos flamingos.
  • Bá;
  • (De Leandro Tadashi, Ficção, SP, 2015, 14 min);
  • O menino Bruno é obrigado a lidar com as mudanças que ocorrem em sua vida quando sua “Bá” (de Batchan, avó em japonês) é trazida para morar em sua casa.
  • Dalivincasso;
  • (De Marcelo Castro e Marlon Amorim Tenório, animação, SP/RJ, 2014, 11min);
  • Um quadro inédito, o encontro de dois gênios em uma única pintura, chega ao museu numa noite chuvosa. O zelador observa a obra sendo levada ao salão onde será exposta ao público. A caixa molhada pinga sobre a pintura, amolece a tinta e liberta os pintores, que saem pelo museu interferindo de forma cubista e surrealista nas obras.
  • Peixe/ Camino de agua para un pez;
  • (De Mercedes Marro, animação, Espanha, 2016, 7 min);
  • É uma noite estrelada quando Oscar vê de sua janela um peixinho dourado pulando em uma poça suja. Dois gatos estão observando das sombras. Oscar vai ajudar o peixinho dourado em uma aventura numa noite latino-americana e tendo como pano de fundo a falta de água.
  • Hora do Lanchêêê;
  • (De Cláudia Matos, Ficção, RJ, 2015 15 min);
  • Se não fosse pelo almoço gratuito na escola pública, os irmãos Joalisson, Joedson e Jowilson iriam ficar de barriga vazia o dia inteiro. A mãe dos meninos, que é solteira e está desempregada, tem dificuldade até mesmo para colocar comida em casa, mas não quer que os vizinhos saibam de seus problemas financeiros. Por isso, toda tarde, ela obriga as crianças a ir para a janela da frente e fingir que estão mastigando. A vizinhança toda acredita. Até quando essa farsa vai se sustentar?

Dia 24/06:

  • Tainá – A Origem;
  • (De Rosane Svartman, Ficção, Brasil, 2012, 82 min);
  • Tainá, uma menina índia de cinco anos, sonha em transformar-se numa grande guerreira e desvendar sua verdadeira origem. Ao longo do caminho, ela faz amigos inesperados, tais como Laura, uma garota da cidade perdida na floresta, e Gobi, o menino índio nerd. Juntos nessa grande aventura, eles aprendem a superar suas diferenças culturais e enfrentam o inimigo ancestral da família de Tainá, Jurupari, a encarnação do Mal, que quer destruir toda a floresta.

Foto: Freepik/Reprodução

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano