23 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Economia

Confira dicas para poupar energia enfrentando as altas temperaturas em Santa Catarina

Celesc dá informações para não levar um susto na hora de pagar a fatura

Diante da intensa onda de calor registrada em Santa Catarina, fica praticamente impossível aguentar sem ao menos um ventilador ligado. Mas ao passo que as temperaturas sobem, o consumo de energia e, por consequência, a conta de luz também vai lá em cima. A Celesc projeta um aumento de 9,4% no consumo de energia durante este Verão.

Equipamentos como ar-condicionado, geladeira, ventilador e outros eletrodomésticos, quando usados sem moderação durante a estação mais quente do ano, podem resultar em um acréscimo considerável nas faturas dos consumidores.

Para economizar na conta de luz, o gerente de Eficiência Energética da Celesc, Thiago Jeremias, dá algumas orientações importantes. Ele alerta que o ar condicionado é o maior vilão caso não seja usado com moderação.

“Utilizar o ar-condicionado na temperatura adequada (23ºC), optar por um modelo econômico e manter a borracha de vedação da geladeira em bom estado são algumas das medidas que podem fazer a diferença. Sobre ar condicionado, uma outra dica de ouro: desligue o aparelho 30 minutos antes de sair do ambiente. Com isso é possível aproveitar o frio do local por mais um tempo”, recomendou ele.

 

Confira as principais dicas de economia de energia

Ar-condicionado – Além de regular a temperatura adequada em 23ºC, confortável e que garante o bom funcionamento do motor, dê preferência para modelos Split e Inverter com selo Procel. Eles são mais eficientes e gastam menos energia. Na hora de instalar, escolha a parede do ambiente que tem mais sombra. Vai fazer o aparelho “trabalhar” menos para manter o ambiente em temperatura agradável. Outro alerta importante: ar condicionado ligado e janela aberta não combinam.

Geladeira – Para reduzir o consumo do aparelho, ajuste o termostato de acordo com a época do ano, mantenha a borracha de vedação em bom estado, não deixe a porta aberta por muito tempo, não guarde alimentos quentes e nem seque roupa na parte de trás. Outra dica é colocar a geladeira distante dos equipamentos que são fontes de calor, como o fogão e o forno elétrico.

Ventilador – Ventiladores podem ser bons aliados para aplacar o calor gastando menos que o ar-condicionado. No chão, no teto ou na parede, eles são uma opção mais em conta para refrescar os ambientes. Observe a quantidade de vento que o modelo é capaz de produzir. Na etiqueta é informada a vazão do ventilador e o índice de energia consumida. Se dois modelos consomem a mesma quantidade de energia, opte por aquele de maior quantidade de vento gerado, porque será capaz de ventilar mais que o outro.

Modo stand by – O modo “stand by” – ou modo de espera – também consome energia do aparelho eletrônico. Desligá-los enquanto não estão sendo usados faz a diferença no valor da fatura no fim do mês. Uma dica é programar os aparelhos para desligarem a cada duas horas.

Ranking de consumo – Uma dica para economizar é saber o consumo de energia de cada aparelho. Por exemplo, uma air fryer de 1500 W ligada por 30 minutos equivale ao consumo de 25 lâmpadas Led de 6W ligadas por 4 horas.

Chuveiro elétrico – Hábito como o uso demorado do chuveiro elétrico lidera o consumo de energia na maioria das residências e pode representar um acréscimo de 25% a 35% no valor total da conta de luz. Utilize o aparelho no modo verão e evite banhos demorados, pois, além de economizar luz, economiza água. Além disso, feche a torneira do chuveiro quando não estiver usando ou enquanto estiver se ensaboando. Se possível, opte pelo sistema solar de aquecimento de água para o banho quente.

 

Foto: Divulgação