26 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Política

Congresso: deputadas catarinenses votam contra projeto de equiparação salarial para mulheres

Representante de Chapecó, Caroline de Toni votou contrária, assim como Julia Zanatta, de Criciúma

A Câmara dos Deputados aprovou na última quinta-feira (4) um Projeto de Lei (PL) que implementa novas regras para promover a equiparação remuneratória entre homens e mulheres que desempenham as mesmas funções de trabalho. Por 325 votos a 36, a matéria foi aprovada e segue agora para análise e votação no Senado. Entre os votos contrários, três são de parlamentares catarinenses, sendo de um homem e de duas mulheres.

Deputadas do Partido Liberal (PL) Julia Zanatta e Caroline de Toni votaram pela não aprovação, assim como o deputado Gilson Marques (Novo). No caso do Partido Novo, o voto contrário foi uma orientação para toda a legenda. Já o PL liberou seus parlamentares para tomar suas próprias decisões e votar individualmente.

Ex-vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr foi um exemplo de quem votou a favor do projeto no PL. Daniel Freitas, Jorge Goetten e Zé Trovão foram outros parlamentares catarinenses do Partido Liberal que votaram “Sim”.

 

Com iniciativa do Governo Federal, o PL 1085/23 foi votado com emendas e as principais alterações aprovadas foram propostas pela deputada relatora do projeto, Jack Rocha (PT-ES). “Este será mais um passo para avançarmos no enfrentamento à desigualdade no ambiente de trabalho, que se aprofundou durante a pandemia de Covid-19”, afirmou a relatora.

Foto: Agência Câmara de Notícias

Política

Política

Política

Política

Política

Política