12 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Ocorrência

Corpo de criança desaparecida em Indaial é encontrado; pais confessaram crime

Isabelle de Freitas, de 3 anos, foi agredida até a morte pela mãe e o padrasto, que indicaram localização do corpo; vídeo mostra casal com mala usada para transportar a vítima

O corpo da menina de 3 anos que estava desaparecida desde a última segunda-feira (4) em Indaial, no Vale do Itajaí, foi encontrado nessa quarta-feira (6) pela Polícia Civil de Santa Catarina. A garota teria morrido em decorrência de agressões praticadas pela mãe e padrasto da vítima. Os dois suspeitos confessaram o crime e foram presos.

Inicialmente, os pais de Isabelle de Freitas criaram uma narrativa de que a menina teria sido sequestrada, porém, com o avançar das investigações, a polícia comprovou que as alegações do casal foi combinada entre eles e não se sustentava. O carro citado como suspeito foi identificado pela equipe de investigação e ficou comprovado que se tratava de uma dica falsa dada pelo casal para tentar despistar a polícia e criar um cenário de possível sequestro da criança.

Cerca de 12 pessoas foram ouvidas e, com o avançar das investigações, a narrativa foi desconstruída e mãe e padrasto acabaram por confessar o crime.

 

Corpo da criança foi encontrado em área de mata

De acordo com a investigação, após agredirem Isabelle e perceberem que ela estava sem vida, os suspeitos concordaram em se livrar do corpo. Eles decidiram colocar a vítima numa mala e enterrar o corpo em uma área de mata nas proximidades da BR 470.

O local onde o corpo estava foi indicado pelo padrasto da menina, que teria sido o responsável por cavar a cova rasa com as próprias mãos. A vítima foi encontrada pela Polícia Civil e entregue à Polícia Científica para a realização da perícia.

A residência do casal também foi periciada, onde foram encontrados diversos vestígios de sangue.

Vídeo mostra casal com mala usada para transportar o corpo

A Polícia Civil teve acesso a imagens de câmeras de monitoramento do momento exato em que o casal se livra da mala utilizada para transportar o corpo da criança.

O delegado aguarda laudos periciais da Polícia Científica para determinar a forma como a criança foi morta. O casal teve prisão temporária decretada pelo Poder Judiciário da Comarca de Indaial e foi encaminhado ao Presídio e se encontram à disposição da Justiça.

Nas redes sociais, o Delegado-Geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Ulisses Gabriel, comentou o caso e demonstrou consternação. “Um dia triste demais. Menina que estava desaparecida em Indaial foi morta pela mãe e pelo padrasto. Morreu de tanto apanhar e o corpo foi encontra pela PC. Casal confessou o crime. Nestas oportunidades que reflito se escolhi a profissão certa. São muitas desgraças para absorver”.

 

Imagens: Reprodução