20 de junho de 2024
TVBV ONLINE
Ocorrência

Cresce o número de mortes no Rio Grande do Sul

Casas totalmente destruídas em Cruzeiro do Sul, um dos municípios mais atingidos. Imagem: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

Mais de 581 mil pessoas estão desalojadas e 72.561 permanecem em abrigos

O último boletim divulgado pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul, na manhã desta terça-feira (21) que foram conformadas 161 mortes. Bombeiros e voluntários continuam a procura de 85 pessoas que estão desaparecidas.

A tragédia climática que atingiu o Rio Grande do Sul (RS) atingiu 464 dos 497 municípios do Estado, afetando 2.339.508 gaúchos. Pelo menos 806 pessoas ficaram feridas e uma morte foi confirmada por leptospirose. Outras 581.633 pessoas estão desalojadas e 72.561 permanecem em abrigos.

A Defesa Civil do RS informou ainda que o nível do Guaíba, nesta terça (21), baixou para 4 metros e 8 centímetros. O registro mais alto foi de 5 metros e 35 centímetros na madrugada do dia 5 de maio. Com o recuo das águas as ruas da capital gaúcha, Porto Alegre está se mostrando repleta de entulho e o Governo estuda a contratação de um novo aterro sanitário para receber a grande quantidade de material.

Estrutura montada pelo Exército para acesso ao município de Cruzeiro do Sul. Imagem: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

Em relação a infraestrutura, 39,5 mil residências estão sem abastecimento de água. Mais de 165 mil pontos estão sem energia elétrica, principalmente nos municípios que permanecem alagados.

Confira os números

Municípios afetados: 464

Pessoas em abrigos: 72.561

Desalojados: 581.633

Afetados: 2.339.508

Feridos: 806

Desaparecidos: 85

Óbitos confirmados: 161

Pessoas resgatadas: 82.666

Animais resgatados: 12.358