16 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Segurança

Criciúma implanta botão do pânico em escolas da rede municipal

Equipamento faz parte do Plano Municipal de Segurança Escolar para prevenir, auxiliar e identificar riscos aos estudantes

Todas as 62 escolas da rede municipal de ensino de Criciúma, no Sul de Santa Catarina, estão em processo de implantação de um botão do pânico. Segundo a Prefeitura Municipal, esse sistema garantirá um atendimento mais eficaz em casos de emergências e estará disponível a todo momento.

O botão do pânico estará diretamente conectado às forças de segurança e órgãos municipais, possibilitando uma rápida atuação. O equipamento faz parte do Plano Municipal de Segurança Escolar, que tem como objetivo realizar uma gestão otimizada para prevenir, auxiliar e identificar riscos em instituições públicas e privadas do município.

“O tempo de resposta será significativamente mais rápido, uma vez que todas as escolas já estão equipadas com câmeras de monitoramento. Nossas crianças são acompanhadas em tempo real a partir do Centro de Controle e Operação (CCO), que fica localizado na sede da Defesa Civil”, explica o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

O CCO é encarregado de monitorar as câmeras instaladas nas unidades escolares. Implementado pela Prefeitura em 2023, o CCO abrange 62 escolas do município, além de creches e de algumas escolas particulares. “Abrimos o espaço, também, para escolas particulares porque os alunos do município são, de fato, parte do município, e todos merecem receber o mesmo cuidado”, afirma o prefeito.

Além disso, 42 escolas já estão equipadas com concertina, dispositivo que dificulta a ação de qualquer pessoa que possa ameaçar a segurança dos estudantes. As demais escolas estão em processo de implementação do item, o que resultará na cobertura de todas as instituições de ensino da rede municipal.

Estrutura do CCO de Criciúma

O CCO é uma unidade interna equipada com 18 telas de 65 polegadas, que monitoram 264 câmeras estrategicamente instaladas nos arredores das mais de 60 escolas do município e das creches da Associação Feminina de Assistência Social de Criciúma (Afasc).

O sistema oferece monitoramento em tempo real e tem o objetivo de fornecer suporte em diversas situações. Além disso, as escolas contam com circuitos fechados de TV (CFTV) e sensores de presença com alarmes, os quais já foram instalados para monitoramento e vigilância patrimonial.

Todas as instituições de ensino podem ter suas câmeras monitoradas em tempo real pelo CCO, desde que atendam aos requisitos estabelecidos pela Defesa Civil de Criciúma.

 

Foto: PMC/Divulgação