23 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Policial

Dados de prefeito paulista aparecem em investigação sobre influenciador Renato Cariani

Em nota, prefeitura de São Sebastião disse à Band que prefeito, intimado e ouvido pela Polícia Civil, foi vítima de golpe

O prefeito de São Sebastião (SP), Felipe Augusto (PSDB), viu seu nome e seus dados aparecerem em uma investigação da Polícia Federal sobre as transações envolvendo a empresa do influencer Renato Cariani. O influenciador foi indiciado por tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Em nota, a prefeitura de São Sebastião disse à Band que o prefeito, intimado e ouvido pela Polícia Civil, foi vítima de um golpe e só tomou conhecimento quando chegou na delegacia.

“O prefeito foi vítima de um golpe e só tomou conhecimento dessa situação quando chegou à delegacia de polícia. Usaram o RG e CPF (dados roubados) de forma indevida, sem autorização, para possibilitar essa compra”, escreveu a prefeitura na nota.

 

A prefeitura também ressaltou que todas as medidas judiciais cabíveis já estão sendo tomadas. A Polícia Federal segue nas investigações do caso.

Influenciador Renato Cariani vira réu por tráfico de drogas

Renato Cariani foi acusado de integrar um esquema criminoso de desvio de produtos químicos para fabricação de drogas, objeto de investigação da Polícia Federal na Operação Hinsberg.

Segundo a denúncia feita pelo Ministério Público, empresas licenciadas em Diadema (SP) para vender produtos químicos emitiam notas fiscais fraudulentas, simulando a venda de insumos para grandes farmacêuticas. No entanto, essas substâncias (como acetona, éter etílico e acetato de etila) não iam para essas farmacêuticas: elas eram desviadas para traficantes e serviam para o refino e adulteração de cocaína e de crack. Entre essas empresas investigadas estava uma que pertencia a Cariani.

O Tribunal de Justiça de São Paulo recebeu a denúncia feita pelo Ministério Público e tornou réu o influenciador fitness Renato Cariani e mais quatro pessoas. O grupo será julgado pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro.

 

Fonte: Band.com.br

Fotos: Reprodução/Redes Sociais