16 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Ocorrência

Defesa Civil Estadual divulga relatório de ocorrências

Documento mostra a situação nas áreas atingidas pela chuva

O último relatório emitido pela Defesa Civil Estadual (DCSC) mostra que, pelo menos, sete municípios da Grande Florianópolis relataram ocorrências. Até o momento não houve o registro de feridos. Em Palhoça, Ruas ficaram alagadas e a Br 101 ficou bloqueada no Morro dos cavalos. Equipes ainda atuam para liberar a passagem de veículos. Em São João Batista, vários pontos de alagamentos foram registrados até o momento. Um abrigo foi aberto no município para receber as famílias que precisaram deixar as residências. O número total ainda não foi divulgado.

Alagamentos também ocorreram em São José. No bairro Forquilhas o rio chegou a sair da calha alagando a pista e na área Industrial o Corpo de Bombeiros realizou o resgate de diversas famílias que residem em áreas alagadas. Na Capital catarinense um muro em função de um deslizamento no bairro Costeira do Pirajubaé. Os moradores foram levados para casa de familiares. Biguaçu, também na Grande Florianópolis, ocorreram alagamentos e a queda de um muro de uma residência. No total quatro residências foram atingidas e 40 pessoas foram encaminhadas para um abrigo da prefeitura.

Na cidade de Garopaba vários pontos de alagamentos bloquearam as duas ruas principais do município o CBMSC está auxiliando na remoção das comunidades atingidas. No município de Antônio Carlos as fortes chuvas comprometeram a produção da estação de tratamento de água da CASAN. A Companhia recomenda aos moradores uso racional de água.

Acumulados de chuva

Segundo a Defesa Civil Estadual, o município de Garopaba registrou o maior acumulado de chuvas. Nos últimos quatro dias foram 377,5 milímetros de chuva. Praia Grande, no Sul do estado, vem em seguida com 324,4 milímetros no mesmo período. Já em São José foram 264 milímetros.

No que se refere as últimas 24 horas, Garopaba, Águas Mornas e Santo amaro da imperatriz foram os municípios com maior registro de chuvas. No município de Santo Amaro da Imperatriz o nível do rio Cubatão chegou a 4,80 metros, mas já começa a voltar a normalidade. Situação parecida foi verificada no rio Itajaí-Mirim, no município de Brusque, onde o nível verificado na estação de monitoramento chegou a 4,09m. O principal ponto de atenção é na bacia hidrográfica do rio Tijucas, o rio de mesmo nome segue em elevação gradual.

Ao longo deste domingo, o risco segue alto para ocorrências como alagamentos e enxurradas, podendo ocorrer extravasamentos em rios menores, como córregos e ribeirões. Já nas bacias hidrográficas da Grande Florianópolis o risco é moderado para ocorrência de inundação gradual, principalmente nas bacias hidrográficas dos rios Tijucas e Cubatão.