15 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Paulo Chagas

Dengue: cenário preocupante e que requer muita atenção

Nesta quinta-feira (25) o governo de SC apresentou o atual cenário epidemiológico da dengue e ações previstas para 2024 / Foto: Reuters / Paulo Whitaker

Em outubro do ano passado, em rápida conversa com a secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, a respeito de ela ser ou não candidata à prefeita em Lages, ela foi incisiva, ao lembrar que antes de qualquer decisão política nesse sentido, ela carregava a preocupação com a dengue no Estado. Ela previa que Santa Catarina iria precisar não só dela, mas de atenção triplicada pelo que estaria por vir. A coletiva de imprensa feita pelo Governo nesta quinta-feira (25), para apresentar o cenário epidemiológico da dengue, provou que Carmen estava certa. Santa Catarina, já registra 900% a mais de casos em comparação com o mesmo período do ano passado. A organização agora é buscar total integração, não somente das pastas do governo, mas também com os gestores municipais. O objetivo é atuar no enfrentamento das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti no Estado ao longo de 2024. O Grupo de Ações Coordenadas (GRAC) passa a se reunir semanalmente a partir da próxima semana. Em fevereiro, deve contar ainda com o reforço das vacinas, já anunciadas pelo Ministério da Saúde.

Vice-presidente Geraldo Alckmin na Fiesc, nesta sexta-feira (26)

Vice-Presidente da República Geraldo Alckmin fala sobre política industrial na FIESC no dia 26 (Foto: Cadu Gomes/VPR)

A vinda do vice-presidente Geraldo Alkmin à Santa Catarina pode ser analisada também como político. Muito embora, a reunião seja unicamente com industriais, junto à Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC)m em Florianópolis, a partir das 10 horas. Alckmin que é também ministro e ministro de Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, irá também falar sobre a agenda do governo federal para desenvolvimento da indústria. Na mesma ocasião, o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, irá entregar a Alckmin um documento com as demandas da indústria catarinense, com destaque às necessidades de investimentos em infraestrutura. A pauta, defendida pela FIESC, é considerada prioritária para a competitividade do setor no estado. Os industriários catarinenses vão querer mais esclarecimentos sobre a nova política industrial para o Brasil, com foco na neoindustrialização, recentemente divulgada pelo Governo Federal. Fica, portanto, a expectativa para bons resultados da visita do vice-presidente ao Estado, sob o foco do desenvolvimento tecnológico e mais investimentos em infraestrutura.

Jorginho Mello e Paulo Guedes: encontro de amigos

Foi bonito ver o encontro entre o governador Jorginho Mello (PL) com o ex-ministro da Fazenda, Paulo Guedes, durante evento em Balneário Camboriú, nesta quinta-feira (25). Guedes palestrou sobre “Economia e Futuro”, no Expocentro, de forma dirigida a empresários e investidores, além de autoridades especialmente convidadas. O encontro do governador com o Guedes foi fraternal. Com elogios de ambos os lados. Jorginho mostrou-se bastante feliz com a presença de Paulo Guedes em Santa Catarina, e até cobrou para que venha outras vezes, e que fique mais tempo. Segundo Jorginho, foi um prazer encontrar o amigo, um grande economista que todo país sério gostaria de ter como ministro da Fazenda. Lembrou que teve o privilégio, de juntos, quando senador, colocar de pé o maior programa de crédito para micro e pequenas empresas da história deste país, o Pronampe.