29 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Educação

Educação municipal de Florianópolis capacita estudantes e professores para escolas mais seguras

Coordenadora de Prevenção da Secretaria de Educação realiza série de projetos com ensino de prevenção

A Prefeitura de Florianópolis, por intermédio da Secretaria Municipal de Educação (SME), possui a Coordenadoria de Prevenção. O objetivo principal é capacitar estudantes e professores para que saibam agir em situações de risco. A Divisão realiza diversos projetos, entre os quais, Plano de Abandono Escolar, Bombeiro Mirim, Escola Segura e Vigilante Mirim. Confira abaixo os projetos desenvolvidos.

O projeto Plano de Abandono Escolar vislumbra a preparação de todos para atuar numa situação em que haja a necessidade de saída emergencial da escola ou creche. O planejamento contempla uma série de funções específicas para as quais os servidores são designados pela direção da unidade escolar.

Nos treinamentos e simulados, a Secretaria de Educação conta com a presença de viaturas do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Defesa Civil e Guarda Municipal. Inclusive toda comunidade escolar foi treinada para auxiliar pessoas da comunidade surda, sinalizando a esse público com a Língua Brasileira de Sinais.

 

Coordenador de Prevenção da SME, Charles Schnorr afirma que “a preocupação não se resume apenas a situações de abandono em grandes sinistros, mas nas diversas situações emergenciais do cotidiano da escola”.

Conheça outros projetos

Bombeiro Mirim

Projeto é viabilizado em parceria com o 1º Batalhão de Bombeiros Militares de Santa Catarina. As crianças aprendem noções de prevenção, atendimento de primeiros socorros e instruções de como proceder frente a riscos de incêndios, de perigo em atividades no meio aquático, de altura e em situações de regiões rurais e urbanas.

Escola Segura

Programa desenvolvido nas escolas, abordando também a conscientização dos adultos sobre os riscos de possíveis ameaças externas, como criminosos, incêndios, animais e mudanças climáticas. Cada comunidade escolar tem um cenário especifico analisado para tomar as medidas de prevenção.

Vigilante Mirim

Tem foco na prevenção de acidentes e primeiros socorros. Inicialmente, o projeto era direcionado apenas para informações sobre medidas que deviam ser tomadas contra mosquitos transmissores de doenças como a Dengue, o Zika Vírus e a Chikungunya.

Defesa Civil nas Escolas

Trata-se de uma parceria com as defesas civis do município e do Estado, dando ênfase à prevenção em casos de eventos climáticos adversos, como tornados, chuvas intensas e granizo.

É um instrumento de ação para a redução da vulnerabilidade, tanto de cenários quanto de pessoas, atuando na redução de danos, na prevenção, na mitigação e na preparação por meio de estudos básicos sobre gestão de riscos e de desastres, cidadania, meio ambiente e segurança global.

Formação em Prevenção para adultos

Voltado aos adultos, em especial a professores, auxiliares, cozinheiros, secretários e diretores de unidades, o projeto de Prevenção e Atendimento de Emergências na Educação tem como objetivo capacitar os profissionais a procederem corretamente em emergências e acidentes no cotidiano.

Os temas centrais do curso fornecem noções básicas de atendimento em princípios de incêndios, prevenção e emergências no meio aquático, gerenciamento de ocorrências em ambiente escolar, conceitos de defesa civil, acidentes domésticos e primeiros socorros em emergências pediátricas.

O método utilizado durante a capacitação são aulas expositivas dialogadas e visitas a quartéis do Corpo de Bombeiros e centrais de emergência, oficinas práticas com simulação de feridos e princípios de incêndio, exposição sobre acidentes no meio aquático, oficinas construindo e revisando os conceitos de atendimento pré-hospitalar e aprendizado do plano de abandono em situações adversas.

O projeto é fruto da parceria firmada entre a Secretaria Municipal de Educação, 1º Batalhão de Bombeiros Militares, Polícia Científica, Defesa Civil, Polícia Militar, SAMU e Núcleo de Estudos em Urgência.

Já foram capacitados quase 3 mil colaboradores da educação fundamental e da educação infantil para realizarem ações preventivas, e, se necessário, oferecerem os primeiros atendimentos no caso de acidentes no ambiente escolar ou mesmo na residência destes profissionais.

Foto: PMF / Divulgação

Educação

Educação

Educação

Educação

Educação

Educação