29 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Política

Em Brasília, deputada federal catarinense acusa assédio na Câmara dos Deputados; vídeo

Acusado se defende dizendo que vídeo mostra que não houve assédio e que acusação é embasada em um frame congelado

Por meio de sua conta no Instagram, a deputada federal Júlia Zanatta (PL) acusou Márcio Jerry, deputado pelo PCdoB do Maranhão, de cometer assédio contra ela na última terça-feira (11), durante reunião da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado.

Em imagem publicada pela parlamentar natural de criciúma nesta quarta-feira (12), é possível ver Jerry atrás dela muito próximo de seu pescoço. Na legenda da publicação, Zanatta classificou a cena como “absurda” e disse que nunca deu “liberdade para esse deputado e nem sabia qual era o nome dele”, mas que ele “se sentiu livre para chegar por trás”.

Veja publicação de Júlia Zanatta

Em reposta à denúncia, Jerry publicou em seu Instagram um vídeo que mostra o momento flagrado, quando, em uma discussão entre diversos parlamentares, ele tenta levantar a voz e, sem sucesso, aproxima-se para falar ao pé do ouvido de Zanatta. Segundo Jerry, ele estava pedindo que a parlamentar catarinense respeitasse a deputada Lídice da Mata (PSB), ao dizer que ela “tem 40 anos de história nesta casa”. O deputado afirmou ainda que “as imagens desmascaram a absurda acusação da deputada bolsonarista Júlia Zanatta”.

 

Veja vídeo da discussão publicado por Márcio Jerry

 

Em manifestação por redes sociais, diversos parlamentares do PL protestaram contra Márcio Jerry e prestaram solidariedade à Júlia Zanatta. Pelo Twitter, o líder do PL na Câmara, Altineu Côrtes, afirmou que a bancada do PL na Câmara dos Deputados “tomará todas as medidas necessárias para que este caso seja levado ao Conselho de Ética e à Justiça”.

A líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, Jandira Feghali, publicou nota do partido, repudiando a “Fake News envolvendo uma imagem descontextualizada” para acusar Jerry “de assediar uma deputada”. Ao final do comunicado, o partido diz que irá tomar “as medidas necessárias para a apuração das responsabilidades por mais essa inverdade”. Além de Feghali e do próprio Jerry, assinaram a nota outros cinco deputados do partido.

Fotos: Reprodução

Política

Política

Política

Política

Política

Política