26 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Cotidiano

Empresa realizará formatura de alunos da USP que levaram golpe de colega

A empresa ÁS Formaturas, que estava encarregada de realizar a formatura dos formandos, que tiveram o o prejuízo de R$ 927 mil com o desvio do dinheiro do evento pela presidente da comissão de formatura, informou ao Procon que vai bancar com fornecedores a mesma estrutura da festa que havia sido contratada.

A estudante Alicia Dudy Muller Veiga, de 25 anos, é investigada por desviar o dinheiro dos estudantes de medicina da Universidade de São Paulo (USP), fazendo nove transferências para sua conta pessoal e realizado investimentos sem autorização, além de algumas compras pessoais.

Ela ainda apostou uma parte do dinheiro e chegou a ganhar cinco vezes na loteria, onde também está sendo investigada por fraude. A empresa disse à Polícia Civil que a presidente da comissão tinha permissão de movimentar o dinheiro.

Os alunos da Faculdade de Medicina haviam elaborado um estatuto que previa que movimentações acima de R$ 10 mil precisariam da assinatura do presidente ou vice-presidente junto aos dois tesoureiros, mas o documento não foi formalizado em cartório, nem comunicado à empresa.

 

Guilherme Farid, chefe de gabinete Procon de São Paulo, disse em entrevista coletiva que o contrato entre as partes foi fechado em 2019. A empresa tem 15 dias para entrar em contato de forma individual com os cerca de 130 alunos envolvidos e apresentar a nova proposta. No caso de os alunos aceitarem o plano, que deve se desenrolar em um ano, o Procon paulista irá acompanhar os acordos e a organização do evento.

Foto: FMUSP/Reprodução

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano