23 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Saúde

Entenda por que casos de fratura no pênis aumentam no Natal

Intimidade e euforia proporcionadas pelas comemorações podem resultar em acidentes na ‘hora H’

Um estudo científico revelou um dado inusitado. Acontece que o período das comemorações de Natal está associado a um aumento nos casos de fratura no pênis, quando há o rompimento nas estruturas responsáveis pela ereção. Este ferimento pode ser causado por uma flexão ou torção forçada durante relações sexuais excessivamente empolgadas.

O estudo foi realizado por médicos do Hospital Universitário da Universidade Ludwig Maximilian, em Munique, na Alemanha. Os pesquisadores analisaram dados de internações de 3.421 homens entre 32 e 51 anos que precisaram de internação hospitalar por conta de fraturas penianas ocorridas entre os anos de 2005 a 2021.

A pesquisa concluiu que, de fato, há um fator de sazonalidade ligado aos casos, que tendem a aumentar entre os dias 24 e 26 de dezembro de cada ano. O artigo, liderado pelo urologista Nikolaos Pyrgidis, afrima que “fraturas penianas ocorrem em períodos em que casais estão desfrutando de momentos de relaxamento como Natal, finais de semana e o verão”.

 

Entre 2005 e 2021, pelo menos 40 indivíduos necessitaram de internação hospitalar em 51 datas entre 24 e 26 de dezembro ao longo desses 16 anos, o que corresponde a 1,2% dos casos de fratura. Pode parecer pouco, mas, se o Natal fosse comemorado todos os dias, a Alemanha teria registrado 43% mais casos de fraturas penianas de 2005 em diante.

Para evitar possíveis danos que a intimidade e a euforia dessa comemoração pode causar, os médicos recomendam que os casais reduzam a incidência de “sexo selvagem” para diminuir o risco deste tipo de fraturas.

Entretanto, ainda segundo a pesquisa, dados relativos às celebrações de Ano Novo não apresentaram associação com o risco elevado de fraturas penianas.

 

Foto: Arthur Brognoli/Unsplash