17 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Cotidiano

Festa do Peixe em Itajaí deve ter mais de 12 toneladas de pescados

Retomada do evento já tem data marcada e espera público de mais de 40 mil

A Festa do Peixe de Itajaí, no Litoral Norte de Santa Catarina, está de volta em 2024 e já tem data para ocorrer. Será no dia 29 de junho um sábado, no pátio ao lado do Centreventos. O evento ocorre em comemoração ao Dia do Pescador e deve movimentar a cidade com um público esperado de mais de 40 mil pessoas e a distribuição de mais de 12 toneladas de pescados.

A festividade é uma das mais tradicionais de Itajaí e é retomada neste ano já que em 2023 não foi realizada em virtude, também, da proibição da pesca industrial de tainha. Por isso, a edição 2024 é muito aguardada por pescadores e empresas ligadas ao setor, bem como pela população.

A Festa do Peixe é uma homenagem aos pescadores de Itajaí, reconhecida como Capital Nacional da Pesca. Com aproximadamente 500 embarcações de pesca industrial, cerca de 40 indústrias de pescados congelados e uma das maiores enlatadoras de pescados da América Latina, Itajaí é o maior porto pesqueiro do Brasil e referência em tecnologia, inovação e qualidade na pesca.

 

O evento é uma promoção do Município de Itajaí, por meio das Secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Turismo e Eventos, em parceria com o Sindicato dos Armadores e das Indústrias da Pesca de Itajaí e Região (Sindipi) e o Sindicato dos trabalhadores nas Empresas de Pesca de Santa Catarina (Sitrapesca). Os pescados distribuídos na festa são doados por indústrias e armadores da cidade e região.

“Com a ampliação da expectativa de público, acreditamos que iremos também aumentar a quantidade de pescados servida. Provavelmente ultrapassaremos 12 toneladas de peixes. Já estamos providenciando a parte documental e o planejamento estrutural está pronto para que neste ano a festa seja ainda melhor que em 2022”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Itajaí, Thiago Morastoni.

Nesta edição, serão montadas mais de 40 tendas para abrigar os órgãos públicos e entidades que preparam os pescados a serem servidos para a população. As tendas ficarão dispostas em formato de U, facilitando a circulação, com um palco com atrações culturais em uma das extremidades do evento.

 

Foto: Divulgação/PMI