25 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Fátima Guimarães

Festival de Dança de Joinville bate recordes mais uma vez

Palcos abertos

O Festival de Dança de Joinville bate recordes mais uma vez. Foram selecionadas 4.461 coreografias, de 880 grupos. Os números englobam Mostra Competitiva, Festival Meia Ponta, Festival 40+ e Palcos Abertos.

Agora, é necessária a confirmação da participação para Mostra Competitiva, Festival Meia Ponta, Festival 40+ e/ou Festival da Sapatilha até 22 de maio e para Palcos Abertos e Mostra Dança para Todos até 31 de maio.

O número é recorde, considerando as 4.102 coreografias aprovadas em 2023, de 726 grupos. O estado recordista em trabalhos selecionados nesta 41ª edição do Festival foi São Paulo, com 1981 coreografias e 318 grupos, seguido por Santa Catarina, com 583 coreografias e 152 grupos e pelo Paraná, com 458 coreografias e 122 grupos.

Os números de coreografias inscritas, no total, antes da seleção, 5.190 coreografias e 951 grupos, também são recordes. São grupos do Distrito Federal e de todos os estados brasileiros, com exceção de Alagoas e Acre, além de grupos inscritos da Argentina, Paraguai e Portugal. Em 2023, o recorde havia sido de 4.721 coreografias inscritas e 902 grupos.


Selos postais

A exposição ‘Filatelia e Flores’, pôde ser visitada gratuitamente até o dia 14 de maio de 2024 no Centro Integrado de Cultura (CIC). O objetivo da artista Lilia Lubia foi fazer uma reflexão sobre o sentido da comunicação através da filatelia, o estudo de selos postais. Com curadoria da artista visual Meg Tomio Roussenq, a primeira exposição individual da carreira da artista é inédita e apresenta 38 trabalhos. São pinturas sobre telas, papel e colagem que foram desenvolvidas ao longo dos últimos dois anos.

Em ‘Filatelia e Flores’, Lilia busca destacar o processo envolvendo as flores e o destino delas dentro da filatelia. Segundo a curadora, o trabalho da artista percorreu uma longa pesquisa para formalizar e referenciar o tema proposto. “Quero apresentar para o público a filatelia como forma de comunicação e destacar a sua relevância e historicidade. Além disso, é uma homenagem ao filatelista e colecionador há 70 anos Sergio Laux, que integra a Sociedade Philatélica Paulista desde 1953”, destaca Lilia.

A artista Lilia Lubia, nascida em Passo Fundo/RS e moradora de Florianópolis/SC, é artista visual, piloto de avião e graduada em Letras Literatura Inglesa – Licenciatura Plena pela Universidade Estadual do Maranhão, em São Luís. Cursou disciplinas de Arquitetura e Urbanismo na Unisinos, de São Leopoldo/RS e no mestrado em Tradução Literatura Italiana, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).


Sebos e brechós

Uma programação cultural valendo para o ano inteiro. A Feira de Artes, Variedades e Antiguidades começou nesse sábado (11) encerrando no dia 28 de dezembro. Serão todos os sábados tem feira com artesanato, antiguidades, exposições, gastronomia diversificada, sebos, brechós. Sempre com programações especiais. Todos os sábados, das 9h às 14h, no Centro Histórico de Floripa – Calçadão da Rua João Pinto e arredores. Sujeito a alteração sem aviso prévio, conforme condições climáticas.


Exibição de filmes

O município de Balneário Arroio do Silva, nesta terça e quarta-feira, dias 14 e 15, às 19 horas, receberá na Praça Central o ‘Cinemóvel Solar – Mostra de Cinema Itinerando’. A ação é uma iniciativa que percorre o Estado oferecendo sessões de cinema de qualidade, de graça e aberto ao público. No evento, serão exibidos em um caminhão adaptado, curtas e documentários catarinense, além de filmes selecionados especialmente para o evento.

Além de facilitar o acesso à cultura, o projeto tem outra bandeira: a sustentabilidade. A tela de exibição dos filmes é abastecida com energia fotovoltaica captada a partir de placas instaladas no alto da carroceria do caminhão e armazenada em baterias que garantem autonomia de até três dias para o sistema. Além disso, a programação cultural é variada. Os filmes selecionados são sucessos do cinema que agradam diferentes perfis de público e reúnem famílias inteiras na plateia montada em cada localidade.


SOS Rio Grande do Sul

Um movimento do bem em prol do outro. Em Balneário Camboriú e região, 18 artistas uniram esforços para promover um grande show, nesta terça-feira (14), no Barzin Carioca. O evento leva o nome de SOS Rio Grande do Sul e todos os fundos arrecadados serão destinados para a compra de insumos, conforme necessidade das cidades atingidas. Quem quiser, pode levar donativos direto no local.

A apresentação inicia às 20h. Para o cantor e um dos líderes da organização, Joni Lopes, o show serve para devolver um pouco do que o Rio Grande do Sul, faz por nossa região, além de muitos músicos que irão tocar na festa, serem nativos de lá. “Os gaúchos vivem em nossos shows durante a temporada e muitos artistas também nasceram la no Rio Grande, por isso chegou a hora de mostrarmos nossa união”, completou Joni.-

O proprietário da casa, Geovan Maciel, ressaltou a preparação do espaço para a recepção do público. “Estamos seguros, para apresentar uma boa música, com diversão e solidariedade, é uma honra, contribuir com parte da reconstrução do Rio Grande do Sul”, concluiu.


A favor do Turismo

O Ministério do Turismo (MTUR) certificou, pelo segundo ano consecutivo, Joinville como integrante do Mapa do Turismo Brasileiro 2024. O município está no grupo A desta classificação, que varia de A até E. A certificação é válida por meio do Programa de Regionalização do Turismo (PRT) e dos Interlocutores Estaduais do PRT.

Além de Joinville, quatro cidades catarinenses receberam a nota máxima: Florianópolis, Balneário Camboriú, Bombinhas e Itapema. Segundo o secretário de Cultura e Turismo de Joinville, Guilherme Gassenferth, o posicionamento da Prefeitura de Joinville a favor do turismo, associado à união entre o trade e as entidades turísticas, faz a cidade tornar-se referência.

Fátima Guimarães

Fátima Guimarães

Fátima Guimarães

Fátima Guimarães

Fátima Guimarães

Fátima Guimarães