17 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Paulo Chagas

Força empresarial presente na missão do governo aos Emirados Árabes

Presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar tem a função de apresentar os atrativos para investimentos de SC / foto: Filipe Scotti

A comitiva do Governo de Santa Catarina está reforçada com a participação do presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Mario Cezar de Aguiar. Está nas mãos dele, a responsabilidade de apresentar os atrativos para investimentos, além do potencial e a atividade econômica do Estado, na Câmara de Comércio de Dubai. Mesmo com apenas 1% do território brasileiro, Santa Catarina é responsável pelo 6º maior PIB do país. Além disso, conta com excelentes portos, educação de qualidade que atua na formação de grandes profissionais. Segundo Aguiar, isso faz do Estado uma grande potência.

Relação em números

SC exportou US$315,1 milhões para os Emirados Árabes e importou US$17,35 milhões em 2023. Foto: Divulgação/Dep. Turismo de Dubai

Para concluir, vale informar que no ano de 2023, Santa Catarina exportou US$315,1 milhões para os Emirados Árabes Unidos e importou US$17,35 milhões. As vendas catarinenses foram lideradas por carnes de frango, motocompressores para refrigeração, madeira de pinus e carne suína. Já os cinco principais produtos de importação foram fios de cobre, copolímeros de propileno, produtos laminados magnéticos, fios de ligas de alumínio e outros polietilenos. Resumidamente, ampliar o relacionamento e destacar o ótimo ambiente para negócios, será o papel preponderante do segmento empresarial, nesta missão. Do meio político, acompanham a delegação Mello o presidente da Assembleia Legislativa, Mauro de Nadal, o deputado estadual Antídio Lunellie o prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício de Oliveira.

Novos nomes definidos em setores do Governo

Flávio Graff é o novo secretário adjunto da Segurança Pública de Santa Catarina / Foto: Divulgação / SSP

A promoção de nomes para a condução de pastas estratégicas dentro do Governo segue. Na semana passada, o governador Jorginho Mello promoveu o coronel da Reserva do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, Flávio Rogério Pereira Graff, como sendo o novo secretário adjunto da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). Ele entra no lugar do coronel da Reserva do Exército, Freibergue Rubem do Nascimento, que assumiu a presidência da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), no lugar do campeão olímpico de vôlei, Paulão, que pediu para deixar o cargo. O novo secretário adjunto da SSP é pós-graduado em Gestão Estratégica de Segurança Pública e também em Administração de Segurança Pública. Em meados de março, são esperadas novas mudanças nos escalões do Governo.

PL também quer candidaturas nos pequenos municípios

Fernanda Córdova e Jorginho Mello / Foto: Secom

Na visão do governador Jorginho Mello, a presença de bons nomes do Partido Liberal, em médios e pequenos municípios torna-se uma ótima estratégia, para o fortalecimento da sigla em todo o Estado. A Serra Catarinense entra forte nessa preparação. Na semana passada, em reunião em Florianópolis, sob a influência da prefeita de Palmeira, Fernanda Córdova, que deixou recentemente a presidência da Associação dos Municípios da Região Serrana (AMURES), as tratativas se deram para consolidar o representante do partido em Otacílio Costa. Mesmo de férias, Fernanda Córdova, mantém a atividade política latente.

Partido terá candidatura própria em Otacílio

Estratégia fortalece o PL nos pequenos municípios – Foto: Secom

Faz parte do projeto do MDB, que hoje conta com o prefeito Fabiano Baldessar, a manutenção do PL, do vice, Leonir Ribeiro da Silva no projeto de 2024. Porém, os caminhos serão traçados de forma contrária. O vice-prefeito acompanhado do vereador Henrique da Silva, ajustaram com aval do governador, que Otacílio terá candidato do PL à Prefeitura. Por sua vez, Fernanda que tem uma relação de confiança com o governador, irá atuar como uma articuladora na Serra, visando o fortalecimento do partido na Região. Além disso, o bom trânsito com as lideranças regionais, favorecem o amplo diálogo.