15 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Clima / Tempo

Frente fria provoca temporais e virada no tempo nesta quinta-feira

Região Oeste já enfrenta chuva e rajadas de vento desde o começo da manhã; condições devem avançar pelo estado

Depois de dias de calor intenso e muito abafamento em praticamente todas as regiões de Santa Catarina, o avanço de uma frente fria irá provocar uma virada no tempo em todo o estado nesta quinta-feira (21).

O dia já amanheceu chuvoso nas áreas de divisa com o Rio Grande do Sul, no Grande Oeste e Planalto Sul. São esperados temporais com fortes rajadas de vento que podem ultrapassar os 80 km/h, além de chuva pontualmente intensa, raios e eventual queda de granizo.

Segundo a Defesa Civil, os temporais devem se espalhar para as demais regiões do estado no decorrer do dia. Entre o Litoral Norte, Médio e Baixo Vale do Itajaí, também há condições para chuva pontualmente intensa acompanhada de raios e granizo.

 

O risco é alto para ocorrências como destelhamentos, queda de galhos e árvores, danos na rede elétrica, alagamentos e enxurradas em todo o Grande Oeste e o Planalto Sul, e moderado nas demais áreas. Em virtude do deslocamento rápido desse sistema, até o final da noite, as instabilidades já terão se afastado em direção ao Sudeste do Brasil e as condições do tempo voltam a melhorar em Santa Catarina.

Curiosa formação de nuvens chama a atenção no Oeste

Já nas primeiras horas desta quinta-feira, uma curiosa formação de nuvens chamou a atenção de quem estava no aeroporto de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, por volta das 7h30. Segundo a Defesa Civil, trata-se de uma Scud Cloud.

Apesar de serem muito semelhantes a nuvens funil, comumente associadas a tornados, o mecanismo de formação das Scuds Clouds é diferente, explicam os meteorologistas Ana Luiza Dors Wilke e Francine Sacco.

Elas estão associadas a nuvens Cumulonimbus, as maiores nuvens de tempestades, e se formam em áreas de aumento de umidade relativa à medida que o ar sobe durante uma tempestade. Esses tipos de nuvens são frequentemente confundidas com tornados ou trombas d’água com base em sua proximidade com o solo.

Ainda segundo os meteorologistas, embora pareçam ameaçadoras, as nuvens Scud são inofensivas e não produzem condições climáticas severas. A maior diferença entre uma nuvem Scud e uma nuvem funil é que estas não giram e geralmente se destacam do fundo da tempestade.

 

Imagens: Defesa Civil