23 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Política

Governador endurece posição em relação a greve dos professores

Professores grevistas terão os dias parados descontados e temporários serão contratados

O governador do estado divulgou através das redes sociais e por uma nota oficial, no último domingo (28), um posicionamento mais duro em relação a greve dos professores. Jorginho Mello (PL) destacou que as negociações com o Sindicato dos Trabalhadores na Educação (Sinte) serao retomadas quando os profissionais parados retornarem para a sala de aula.

Outra medida que foi divulgada pelo governador é a contratação de professores temporários para garantir a normalidade das aulas.

Confira a nota do governo do estado’:
Nota Oficial do Governo do Estado de Santa Catarina

Sobre a greve de uma pequena parte dos professores catarinenses, diante dos fatos abaixo expostos:

Com base nos portais de transparência de cada Estado, Santa Catarina paga a maior média salarial da região Sul aos profissionais da Educação, superior em cerca de 15% à paranaense e aproximadamente 50% maior que a gaúcha.

O governo está aumentando em mais de 100% o vale-alimentação.
Revisou o desconto de 14% para aposentados, garantindo que recebam um valor maior todos os meses no benefício.

⇒ Trabalha no maior concurso da história para contratar 10 mil novos profissionais na Educação.
Preocupou-se em garantir que todos os professores tenham um horário remunerado fora da sala de aula para planejar conteúdos e preparar provas.

⇒ E que o pedido da descompactação da folha de pagamento é absolutamente inviável no momento: custaria R$ 4,6 bilhões e violaria a Lei de Responsabilidade Fiscal.

O Estado portanto, determina, inicialmente, as seguintes medidas para garantir o acesso de todos alunos catarinenses à Educação:

⇒ Desconto das faltas injustificadas dos professores grevistas.

⇒ Contratação de professores temporários para manter as aulas funcionando.

⇒ A negociação sobre remuneração dos professores só será retomada assim que essa pequena parcela de professores retorne para a sala de aula.

O Governo do Estado julga relevante também realizar um agradecimento público aos quase 90% dos professores que seguem trabalhando nas salas de aula de todas as cidades de Santa Catarina.