13 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Paulo Chagas

Governador presente na posse da diretoria da Associação Empresarial em Lages

Jorginho Mello ao lado do vice-prefeito de Lages Juliano Polese (E), do novo presidente da ACIL, Antonio Wiggers, da secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, e do agora ex-presidente da ACIL, Carlos Eduardo de Liz  (foto: Paulo Chagas)

O governador Jorginho Mello (PL) manteve a tradição. Em todas as posses da diretoria da Associação Empresarial de Lages (ACIL), com raras exceções, o Chefe de Estado tem marcado presença. Um prestígio que enaltece a classe produtiva da Serra, além de um gesto de aproximação com os interesses de uma classe, bastante representativa na região. Acompanhando sempre, da secretária de Estado da Saúde e deputada federal, Carmen Zanotto, chegou de forma inesperada por muitos. Não houve anúncio prévio da presença dele, por razões logísticas. O auditório da ACIL tem capacidade para pouco mais de 200 pessoas bem acomodadas.

Discurso otimista

Foto: Ricardo Trida / SECOM

Arrumar as coisas que não andavam bem em Santa Catarina, foi a promessa que fez ao ser eleito governador. Assim, começou a longa fala a respeito das ações mais importantes já desencadeadas pelo seu Governo. Anunciou a liberação de recursos para investir no aeroporto de Lages (R$ 2,3 mi). Aliás, um setor que tem tido favorecimento do governo em várias regiões do Estado. Além disso, a redução da carga tributária do querosene, o combustível dos aviões, na espera da contrapartida de empresas interessadas na operação, e que possam operar ao menos uma vez por semana. Destacou o intenso trabalho para diminuir a fila das cirurgias eletivas, os planos para revitalizar todas as estradas estaduais, revitalização dos portos, implementação de ferrovias, o não aumento do ICMS, a valorização do turismo em todas as épocas do ano. Enfim, num discurso eloquente e entusiasmando, terminou bastante aplaudido. Jorginho está de bem, com a Serra e com todas as demais regiões, principalmente depois de ter conversado de perto com todos os prefeitos de Santa Catarina, e compreendido a situação de cada um. Disse estar atendendo todas as demandas. Seja como for, o vice-prefeito de Lages Juliano Polese (PP), ao falar, cobrou a revitalização da Av. Belizário Ramos, que corta a cidade, um compromisso previsto no Plano 1000, mas que hoje está estagnada. Não disse nada a respeito, mas finalizou dizendo que irá atender as bandeiras da ACIL, sugeridas durante o evento para o desenvolvimento regional.

Projeto de Lei para controle de javalis à espera da sanção

Lucas durante entrevista comigo em TV fechada

Ao apresentar o balanço do primeiro ano como parlamentar, o jovem deputado serrano Lucas Neves (Podemos) evidenciou os mais diversos feitos. Durante entrevista ao meu Programa Tema Livre, em um canal fechado, comentou sobre a melhora do engajamento nas redes sociais, saindo de 15º para o 6º lugar entre os deputados; destacou os direcionamentos das emendas impositivas, e de ter rodado mais de 40 mil quilômetros para ouvir de perto as demandas dos municípios. Porém, pela importância, destacou a efetivação do Projeto de Lei 393/2023 que vai permitir ao Estado, que caçadores possam continuar ajudando no controle do javali. A angústia está na espera da sanção e homologação do projeto que já se encontra nas mãos do Governador. A expectativa é que a Lei seja sancionada antes de findar o ano, pois, em primeiro de janeiro, se não for sancionada, ninguém mais vai poder caçar dentro do território catarinense, pondo em risco ainda mais as produções rurais, e o avanço no número de animais. O Governador Jorginho Mello está ciente do problema.