21 de junho de 2024
TVBV ONLINE
Paulo Chagas

Governo de Jorginho Mello terá novas mudanças no primeiro escalão

As revelações de Jorginho Mello ocorreram nos bastidores da abertura da Festa do Pinhão, na última sexta-feira (24), em Lages / Foto: Paulo Chagas

O Governo de Santa Catarina deverá sofrer algumas baixas com desincompatibilização de nomes que figuram no primeiro escalão, a partir de 4 de junho. Entre os secretários que estão de saída, a de Saúde, Carmen Zanotto, que é também deputada federal pelo Cidadania. Conversei com ela rapidamente na abertura da Festa Nacional do Pinhão, na última sexta-feira (24), e confirmou que em breve estará em Lages para tratar da pré-campanha rumo à Prefeitura. Por outro lado, o governador Jorginho Mello (PL) confidenciou à imprensa neste mesmo dia em que esteve na abertura da Festa, para também lançar a 2ª Estação de Inverno, que deverá promover o adjunto, Diogo Demarchi Silva, na condição de titular na Saúde. Falou ainda sobre a situação do deputado federal Ricardo Guidi (PL), ocupante da Secretaria de Meio Ambiente e da Energia Verde, e que também irá deixar a Pasta para se dedicar à candidatura a prefeito de Criciúma. Por hora, ainda não há nome definido para substituí-lo, segundo o governador.

Protagonismo de Evandro Neiva na Festa do Pinhão

Foto: Roberto Zacarias / SECOM

Por falar na presença do governador Jorginho Mello (PL), na abertura oficial da 34ª Festa Nacional do Pinhão, o homem que mais ocupou o tempo das falas foi o secretário de Estado de Turismo, Evandro Neiva, mas por boa causa. Foi ele quem detalhou a proposta da 2ª edição da Estação de Inverno. Além disso, evidenciou que o turismo está tendo um olhar diferenciado para todo o Estado. A Serra, por exemplo, dona de um patrimônio de belezas naturais, em que se juntam a ela eventos e a fortidão das vinícolas, entre outros atrativos. Anunciou, inclusive, que haverá uma grande campanha para internacionalizar o turismo da Serra Catarinense. Confidenciou também de que todas as regiões, incluindo o Oeste, terão a devida atenção no segmento. Neiva lembrou que em breve deverá anunciar o desafio da revitalização do Mirante, no topo da Serra do Rio do Rastro, em Bom Jardim da Serra, e que outros investimentos serão anunciados na instalação do governo na Região, a partir do próximo dia 21 de junho. Serão três dias de despachos em São Joaquim e Lages.

Eleições no Rio Grande do Sul

Informações dão conta de que não houve dano estrutural no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul, e, por isso, nada impede que aconteçam normalmente as eleições no território gaúcho, muito abalado pelas enchentes. O assunto chegou a ser ventilado no meio político do estado vizinho, mas novas discussões nesse sentido não devem avançar, a não ser para determinar a “normalidade”.

Chapecó em Arroio do Meio

Muitos municípios catarinenses adotaram cidades gaúchas atingidas fortemente pelas enchentes. O envio de servidores, voluntários e maquinários foi de extrema importância no auxílio inicial da recuperação dos municípios. Todos os que foram deram uma contribuição que jamais será esquecida pelas famílias irmãs, do Rio Grande do Sul. Chapecó, destaco, foi gigante. O que se viu em Arroio do Meio será igualmente inesquecível. O trabalho desenvolvido no pequeno município foi acompanhado de perto pelo prefeito João Rodrigues (PSD) e pela primeira dama Fabiana. Estão recheados de méritos igualmente todos os cerca de 200 voluntários que lá estiveram. E não somente isso, Chapecó também contribuiu com envio de aproximadamente 900 toneladas de donativos, via carretas, caminhões e aviões, incluindo, donativos, remédios. Por fim, o trabalho em Arroio do Meio irá continuar pelas mãos da comunidade local, porém, as equipes de Chapecó tiveram que voltar para casa, mas como sentimento do dever cumprido.

Sobre os R$ 95 milhões

A bancada federal catarinense vai repassar a propalada emenda de R$ 95 milhões para o enfrentamento às chuvas e enchentes no Estado. Criou-se uma polêmica séria sobre a não vinda do dinheiro. Mas, a história mudou e os recursos estão garantidos e serão aplicados no melhoramento fluvial e na construção de diques em cidades da região do Alto Vale e do Médio Vale do Itajaí.