27 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Policial

Homens são presos por caça ilegal de animais silvestres no Oeste catarinense 

Homens de 61 e 28 anos usavam cães para caçar

Investigados por caçadas ilegais nos anos de 2020, 2021 e 2022, dois homens foram presos em flagrante nesta quinta-feira (27), no município de de Serra Alta. No total, 26 crimes com mortes de animais silvestres foram identificados pela Polícia Civil, durante a Operação “Ame Bicho”. Na ocasião, foram cumpridos também quatro mandados de busca e apreensão.

A ação foi resultado de seis meses de investigação acerca da prática de caça ilegal e maus-tratos a animais de forma extremamente cruel. Segundo apurado, um grupo de pessoas da região oeste do estado estava praticando a perseguição e causando a morte violenta de animais silvestres por meio de cães de caça.

Para caçar, os investigados usavam cães, treinados à base de maus-tratos. Segundo a polícia, os homens deixavam os cachorros com fome e utilizavam violência no “adestramento”. Além disso, cães desapareceram durante o cometimento dos crimes e outros ficaram seriamente lesionados em virtude dos embates com os animais silvestres.

 

O investigado principal foi preso em flagrante pelo crime maus-tratos em virtude de ter sido encontrado um cão em sua posse com sinais de maus-tratos antigos e recentes. Outro homem foi preso pelo crime de posse irregular de arma de fogo, já que foi encontrado com ele um revólver calibre .32 S&W.

O trabalho foi realizado com apoio da Polícia Científica de Chapecó, cujos peritos participaram das buscas. Além disso, a ação contou com o apoio voluntário da ONG “Ame Bicho” de Maravilha, que acolheu os animais apreendidos. O nome da operação foi dado em homenagem à ONG.

Foto: PCSC / Reprodução

Policial

Policial

Policial

Policial

Policial

Policial