13 de junho de 2024
TVBV ONLINE
Saúde

HU suspende atendimento na unidade de Emergência Pediátrica; confira

O Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) divulgou um comunicado à população, para avisar que não haverá atendimento na unidade de Emergência Pediátrica da instituição. A suspensão começou às 7h do último sábado (15), e segue até às 7h, da próxima segunda-feira (24).

A medida, que foi comunicada às autoridades de Saúde, faz parte do plano de contingência preparado pela equipe técnica do hospital e foi adotada devido à falta de pediatras para manter o atendimento seguro e adequado, apesar dos esforços para recompor o quadro de pessoal.

Pela mesma razão, a partir do dia 1º de novembro, a emergência pediátrica vai atender das 7h às 21h, enquanto durar o controle de despesas.

 

Durante o período de suspensão do atendimento, os casos de emergência pediátrica devem ser encaminhados para as Unidades de Pronto-Atendimento e demais unidades pediátricas do município. A unidade continua funcionamento normalmente, atendendo os pacientes internados e os casos encaminhados pela rede de saúde de Santa Catarina.

Grande demanda e poucos funcionários

O hospital conta, atualmente, com dois médicos pediatras para atendimento na emergência e na unidade de internação. Para garantir o atendimento, a instituição contou com a colaboração de servidores realizando horas extras e remanejou atividades de ambulatório para a emergência.

Entretanto, essas medidas não são suficientes para a demanda, uma vez que o déficit é de oito médicos na escala. Os novos profissionais concursados já foram convocados, porém, não há previsão de novo processo seletivo devido à legislação eleitoral.

A suspensão do atendimento encontra amparo legal em normativas vigentes (Resolução CFM nº 2056/2013 e Resolução CFM nº 2077/2014), que asseguram ao diretor técnico o direito de suspender integral ou parcialmente as atividades do estabelecimento assistencial médico sob sua direção quando faltarem as condições funcionais previstas. Conta-se ainda com a colaboração da imprensa para orientar as famílias a não procurarem a Emergência do HU-UFSC/Ebserh neste período.