3 de março de 2024
TV Barriga Verde
Saúde

Infarto é mais mortal em mulheres do que em homens, diz estudo

Apesar de menos casos, fatores de risco contribuem para mortalidade feminina com problema

Mulheres morrem mais do que homens em casos de infarto pelo mundo. O dado é parte do estudo do Hospital Oswaldo Cruz, que aponta que embora eles sejam maioria nos casos de infarto, a mortalidade entre elas é maior.

Na pesquisa, a mortalidade alcança 5,7% das mulheres nos primeiros 30 dias, ante 4,6% dos homens. A taxa aumenta para 11% após 1 ano, ante 8,9% deles. A diferença entre taxas de mortalidades ocorre por diferentes fatores, segundo o estudo.

As mulheres infartam mais velhas na comparação com homens e apresentam mais fatores de risco. Alguns são bem conhecidos, como obesidade e hipertensão. Outros, resultado de mudanças mais recentes no estilo de vida, como o estresse.

 

Os sintomas diferentes também confundem. Homens relatam dor no peito que pode irradiar para o braço esquerdo, o pescoço e costas, além de vômito e suor frio. Já as mulheres sentem enjoos, falta de ar, cansaço e desconforto no peito. Identificar sinais ainda é um desafio para muitos pacientes.

“Ainda é preciso que os próprios médicos saibam identificar os sintomas de infarto”, diz Hélio Castello, cardiologista.

Fonte: Band

Foto: Freepik/Reprodução

Saúde

Saúde

Saúde

Saúde

Saúde

Saúde