15 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Cotidiano

Joinville recebe 500 solicitações de adoção de cães resgatados em canil clandestino

Mais de 220 animais foram resgatados no último dia 20

O Centro de Bem-Estar Animal (CBEA) de Joinville, no norte de Santa Catarina, iniciou nessa quinta-feira (28) as entrevistas com os interessados em adotar animais resgatados em um canil clandestino na cidade. As pessoas aprovadas já podem levar os cães para casa. Até o momento, foram registradas mais de 500 solicitações de adoção.

Dos 221 animais resgatados no dia 20 de março, estavam disponíveis nessa quinta 10 filhotes. O primeiro a ser adotado foi uma fêmea de buldogue francês, que terá um novo lar na residência de Fabiana Azevedo dos Santos e da filha Lara.

“Quando fiquei sabendo do caso, fiz a Ouvidoria. Aqui no CBEA, informamos então que estamos cientes que esse animal terá um custo com veterinário e ração e que temos condições de arcar com essa despesa e cuidar com responsabilidade e amor do animal”, afirma Fabiana.

 

As pessoas que registraram Ouvidoria passam por uma entrevista, com prioridade para os moradores de Joinville, já que esses cães precisam ser acompanhados pelo CBEA, mesmo depois de adotados.

“Essas Ouvidorias são enviadas para o CBEA e são analisadas por ordem do registro. Quem fez antes é chamado primeiro. Esses cães já sofreram maus-tratos, então queremos ter a certeza que eles irão para um lar que terá condições de dar tudo o que eles precisam. E são animais de raças que demandam um cuidado especial e gasto com veterinário ao longo da vida, que é de responsabilidade de quem adotar. São doenças típicas dessas raças, que quem levar o cão para casa precisa ter ciência”, explica a gerente do CBEA, Elisabet de Sousa Mendes.

Também é necessária a assinatura do Termo de Fiel Depositário. Como os cães foram resgatados por determinação judicial, ao final do processo, existe a possibilidade da Justiça determinar a devolução da guarda dos animais ao antigo tutor.

A maior parte dos cães resgatados do canil clandestino é de crias recentes, que estão ainda mamando, ou animais que passam por cuidados veterinários. Eles só serão colocados para adoção quando estiverem em condições para esse processo.

Adote um Amigo

Além dos cães de raça resgatados no canil, o CBEA tem mais de 60 animais prontos para serem adotados. Normalmente, esses animais não têm raça definida, mas também são fofos e merecem um lar cheio de amor e cuidado.

Para adotar esses animais, os interessados podem acessar a feira virtual no site da Prefeitura.

“Eles estão prontos para receber um novo lar. São mais de 60 animais que já passaram por consultas e foram microchipados e castrados. E, diferentemente dos cães de raça do canil, são animais que tendem a exigir menos gastos com veterinários ao longo da vida”, aponta a gerente do CBEA, Elisabet de Sousa Mendes.

Claudia Manoela Lamin também foi uma das pessoas que adotou, nessa quinta-feira, um dos cães de raça resgatados. Mas ela tem em casa uma vira-latas adotada e também recebe cachorros em casa, como lar temporário.

“Minha cadela vira-latas já está comigo há sete anos. E fiquei em casa com um pitbull do CBEA até ele encontrar um lar definitivo”, informa Claudia.

 

Foto: PMJ/Divulgação