16 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Esportes

Lewis Hamilton pode trocar Mercedes por Ferrari na Fórmula 1 em 2025

Imprensa internacional coloca heptacampeão como possível companheiro de Charles Leclerc na escuderia italiana

Lewis Hamilton pode deixar a Mercedes no final de 2024 para correr pela Ferrari na Fórmula 1. A possibilidade é dada como certa nesta quinta-feira (1) pela Sky Sports, detentora dos direitos de transmissão da categoria no Reino Unido. As equipes não se manifestaram a respeito, assim como o piloto.

Segundo a BBC, “diversas fontes” informam que o heptacampeão negocia com a escuderia italiana, mas um acordo entre as partes ainda não foi confirmado. O site Crash.Net, por sua vez, afirma que a Mercedes vai se reunir ainda nesta quinta para informar aos funcionários sobre a saída do piloto.

O rumor ganha força no momento em que a Ferrari anuncia a renovação de contrato de Charles Leclerc – o compromisso do monegasco iria até o final de 2024, mas foi prorrogado por período que não foi divulgado.

 

Enquanto isso, Carlos Sainz tem compromisso com o time de Maranello até o final de 2024, mas ainda não renovou. O espanhol é cotado para uma vaga na Audi, parceira da Sauber no grid a partir de 2026, o que implicaria ao piloto em um ano fora do grid em 2025. A Williams também é uma possibilidade para Sainz.

Lewis Hamilton, por sua vez, renovou contrato com a Mercedes até o final de 2025. O acordo foi anunciado no final de agosto de 2023, encerrando uma longa negociação.

Segundo o jornal italiano Corriere della Serra, nomes como Alexander Albon e Pierre Gasly despertam pouco interesse na Ferrari, enquanto Lando Norris dificilmente deixará a McLaren.

A contratação de Hamilton, ainda conforme o diário italiano, é um sonho antigo do presidente da Ferrari, John Elkann. Os dois teriam conversado em diversas ocasiões, quando o heptacampeão de F1 visitou a fábrica da marca para comprar carros, mas “as negociações anteriores não o convenceram a abandonar a Mercedes”.

Em 2024, a imprensa internacional informou que Hamilton havia procurado tanto a Ferrari quanto a Red Bull no começo do ano. Na época, o piloto negou, enquanto a equipe austríaca afirmou ter conversado com um representante do britânico.

“Desta vez a história pode ser diferente justamente pela tentação do piloto de maior sucesso de todos os tempos na F1 (…) de encerrar a carreira na Ferrari, tentando conquistar o oitavo título”, descreve a publicação.

Fonte: Band

Foto: X/Reprodução