3 de março de 2024
TV Barriga Verde
Policial

Mandados são cumpridos em 14 cidades catarinenses na Operação Lesa Pátria

Ordens judiciais de busca e apreensão e prisão preventiva são executadas em SC e MG

A Polícia Federal cumpre, nesta quinta-feira (30), 25 mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão preventiva na 22ª fase da Operação Lesa Pátria, que busca identificar pessoas que financiaram e fomentaram os atos criminosos ocorridos em Brasília no dia 8 de janeiro deste ano. A PF realiza atividades em 14 cidades de Santa Catarina e em três de Minas Gerais.

Mandados de busca e apreensão são cumpridos nas cidades de Criciúma (2), Mafra (1), Jaraguá do Sul (1), Pomerode (1), Brusque (1), Gaspar (1), Apiúna (1), Rio do Sul (1), Armazém (1), Caçador (1), São José (1), Florianópolis (1), Garopaba (1) e Blumenau (1). As cidades mineiras de Uberaba (8), Conselheiro Pena (1) e Sacramento (1) também tiveram ordens judiciais cumpridas, além de três prisões preventivas cumpridas em Uberaba.

A justiça determinou o bloqueio de bens, ativos e valores dos investigados. Apura-se que os valores dos danos causados ao patrimônio público no Palácio do Planalto, Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal em janeiro possam chegar à cifra de R$ 40 milhões.

 

Operação permanente

Em sua 22ª fase, as investigações continuam em curso e a Operação Lesa Pátria se torna permanente, com atualizações periódicas acerca do número de mandados judiciais expedidos e pessoas capturadas e foragidas.

Os investigados são acusados de promover violência e dano generalizado contra os imóveis, móveis e objetos das sedes dos Três Poderes, e respondem pelos crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido.

 

Policial

Policial

Policial

Policial

Policial

Policial