26 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Educação Segurança

Mobilização de segurança nas escolas com forças policiais é iniciada em SC

Após o governador do Estado, Jorginho Mello, anunciar o protocolo de segurança nas escolas estaduais, os coordenadores regionais de Educação já iniciaram as mobilizações com a Polícia Militar para intensificar a segurança

Palestras, rodas de conversas, acolhimento dos professores e outras atividades já estão sendo realizadas para trazer mais seguranças à toda comunidade escolar em Santa Catarina.

Para aumentar a segurança nas escolas, as 1.053 unidades da rede também terão um profissional de segurança armado, experiente e pronto para agir. O investimento do Estado no protocolo de segurança será de R$ 70 milhões. O governo esclareceu também que está com forças mobilizadas por todo o Estado e que não há motivo para pânico.

Na coordenadoria regional de Xanxerê a Operação Minha Escola está sendo realizada. Desde a semana passada, estão sendo feitos o policiamento preventivo e a fiscalizações nas unidades de ensino e suas proximidades. Além disso, a Polícia Militar criou uma rede de segurança escolar com os gestores das escolas, via aplicativo de mensagens, para troca de informações e orientações de segurança.

Nos municípios da coordenadoria de Taió, as rondas policiais são feitas diariamente, tanto nas escolas centrais quanto nas que ficam no interior das seis cidades que compõem a região. O Corpo de Bombeiros Militar também tem participado para dar orientações e os agentes estão nas escolas conversando com os gestores.

Além da atuação das forças de segurança, as coordenadorias regionais possuem equipes do Núcleo de Educação, Prevenção, Atenção e Atendimento às Violências na Escola (Nepre), com uma equipe multidisciplinar incluindo psicólogos e assistentes sociais. Na coordenadoria regional de Dionísio Cerqueira, as equipes do Nepre estão recebendo formações continuadas para auxiliar no restabelecimento do sentimento de segurança e confiança dos pais, estudantes e professores.

Diretrizes e acolhida com coordenadorias regionais

As ações foram intensificadas após live realizada pela Secretaria de Estado da Educação com os 36 coordenadores regionais. Com a participação da secretária adjunta da Educação, Patrícia Lueders, a reunião teve o objetivo de repassar diretrizes sobre as medidas de segurança para que cada coordenador comunique as unidades escolares e realize a acolhida adequada com a comunidade escolar. “Toda ação nas escolas precisa estar vinculada e ter foco formativo com servidores. É necessário enfatizar ainda mais o trabalho de prevenção à violência nas escolas que já realizamos, alinhado ao currículo do território catarinense”, explicou a secretária.

Foto: Secom/Reprodução

Educação

Segurança

Segurança

Segurança

Educação

Segurança