23 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Paulo Chagas

Municípios atingidos por fortes chuvas têm atenção pessoal do Governador

Jorginho Mello tem mostrado solidariedade e não foge da responsabilidade nesse período de chuvas / Foto: Roberto Zacarias / Secom

Ninguém pode se queixar de falta de atenção aos municípios atingidos pelas intempéries do clima, dada pelo governador Jorginho Mello (PL). Ele tem acompanhado de perto, ao lado da Defesa Civil, as principais localidades atingidas. É preciso reconhecer. Não foi diferente com Xanxerê, que sofreu no último domingo (10), com as fortes chuvas e que provocaram alagamentos no município. Nesta segunda-feira (11), ele foi pessoalmente à Xanxerê se solidarizar e anunciar investimentos para amenizar os problemas. Informou que irá arcar com parte dos recursos para a construção de um túnel que terá a função de desviar água do centro da cidade, evitando alagamentos. Além disso, equipes do Estado atuam na cidade desde o ocorrido, em auxílio à população atingida e para o restabelecimento de serviços e vias e que foram prejudicados. Essa participação solidária do gestor está sendo observada.

Abertura em aeroportos regionais carecem de plena atenção

É de se imaginar que os aeroportos regionais já possuem estudos das demandas e como vão operacionalizar. Na foto, a pista do aeroporto de São Joaquim, na Serra / Foto: Wagner Urbano

O Governo de Santa Catarina está com um olhar repleto de boas intensões para povoar de voos regulares e comerciais, uma infinidade de aeroportos regionais. A meta é reabrir o máximo possível, visando estimular a integração de modais por todo o Estado, incluindo Portos e Ferrovias. A intenção é muito boa. Resta, portanto, ter resultado. Prefeitos de municípios como Caçador, Pinhalzinho, Dionísio Cerqueira ou São Joaquim, entre outros, estão radiantes. Aí fica a pergunta: como vão atrair empresas? Há demanda? Seja como for, o Governo ao investir milhões nesses aeroportos, deve também ter um estudo paralelo que dê sustentação, para o projeto de expansão. Ou não? Que fique bem claro. Meu posicionamento não é contra, de forma nenhuma. Pois, se tudo vir a funcionar de acordo com a expectativa do Governo, será uma maravilha termos voos comerciais partindo de todos os cantos do Estado. Aliás, nessa leva, ainda não sei como não há um ligando, por exemplo, São Miguel do Oeste, Chapecó, Lages e Florianópolis. As forças empresariais de todas essas regiões, por acaso, já pensaram nisso? Enfim, os investimentos beiram os R$ 37 milhões. É esperar pelo melhor resultado.

Deputada abre mão da licença maternidade

Deputada Ana Campagnolo (PL) / Foto: Giovanni Kalabaide / Agência AL

A deputada Ana Campagnolo (PL) mesmo tendo direito à licença maternidade, abriu mão do benefício. Ela anunciou que irá seguir trabalhando normalmente até o recesso na Assembleia Legislativa, previsto para o dia 20 de dezembro. Ana, mãe pela segunda vez, disse que no nascimento da primeira filha também não usufruiu do benefício. Ela, entende que precisa continuar fazendo parte das decisões da Casa, e por isso, irá conciliar a vida de mãe ao lado da pequena recém nascida, com a atividade no parlamento.