25 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Ocorrência

Municípios do Oeste contabilizam prejuízos

Capinzal foi o município mais atingido pelas fortes chuvas na Região

A chuva deu uma trégua na manhã desta sexta-feira (03) em Santa Catarina e as prefeituras dos municípios atingidos aproveitam para contabilizar os prejuízos. No oeste do estado pelo menos 18 municípios registraram ocorrências relacionadas a chuva. Em Capinzal, município mais atingido na Região, casas e comércios precisaram ser evacuados e vários pontos de alagamentos foram registrados devido o aumento do nível do rio no centro da cidade. Na rua Narciso Barison uma casa foi destruída pela forte correnteza e desabou no Rio Capinzal.

No total 19 pessoas, sendo 13 adultos e 6 crianças, estão desalojados e foram levados para um hotel do município sob os cuidados da Assistência Social. Um levantamento inicial mostra que mais de 40 comércios foram afetados no município. No interior de Capinzal ocorreram alagamentos nas localidades de Lindemberg, Alto Alegre, Capitel Santo Antônio e São Roque. Capinzal ainda enfrenta danos na distribuição de energia e na rede de água que atende o município. Na manhã desta sexta-feira (03) a Prefeitura iniciou o trabalho de limpeza das ruas e desentupimento de bueiros. Estão mobilizadas equipes da Prefeitura, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, CELESC e SIMAE.

Momento que a casa desabou em Capinzal. Imagens: Coord. DCSC de Capinzal / Divulgação.

 

No município de Ouro uma ponte foi derrubado pela forte correnteza e outra foi interditada porque a cabeceira desabou. Foram registrados pelo menos cinco desmoronamentos e duas famílias precisaram sair de casa e foram realocadas para casa de familiares. Alagamentos prejudicaram a mobilidade do município interditando estradas. Na manhã de hoje a administração municipal, através da Defesa Civil monitora encostas em função do risco de deslizamentos.

Já cidade de Lacerdópolis relatou que uma galeria que passa pelo Rio Nair no centro do município extravasou atingindo residências, comércios e uma escola. Os danos ainda estão em levantamento pela administração do município.

Nível do Rio Uruguai

Em Itapiranga o Rio Uruguai alcançou a marca de 11,46 metros na manhã desta sexta-feira (03), isso representa um aumento de 26 centímetros nas últimas horas. Segundo a Defesa Civil do município. A tendência é de que o nível continue subindo nas próximas horas. Até o momento pelo menos seis pontes e estradas da região estão alagada e impedem a mobilidade. A situação está sendo monitorada pelo Corpo de Bombeiros de Itapiranga. Devido ao nível do rio a Prefeitura não descarta a suspensão da travessia da balsa entre Itapiranga e Barra do Guarita/RS.

Corpo de Bombeiros monitora o nível do Rio. Imagens: CBMSC
Primeira Morte

A primeira morte provocada pela chuva em Santa Catarina foi registrada em Ipira, no Oeste do Estado. Um Homem de 61 anos morreu depois que o veículo que dirigia foi levado pela correnteza e desapareceu no Rio Capelinha rio no final da tarde de quinta-feira (02). Buscas foram realizadas pelo Corpo de Bombeiros e o carro foi localizado apenas na manhã desta sexta-feira (03), cerca de um quilômetro de onde foi arrastado. Com o apoio de um trator o veículo foi retirado do rio, mas a vítima estava sem vida e presa nas ferragens, bombeiros precisaram retirar parte da estrutura do veículo para resgatar o corpo.

Trabalho de retirada do corpo da vítima. Imagens: CBMSC