25 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Economia

Na Semana Santa, bacalhau tem variação de preço de 186% no Mercado Público

Procon realiza pesquisa de preço de pescados em 14 peixarias na Capital

A Semana Santa que antecede a Páscoa é sempre momento de aumento na procura por pescados, especialmente no Mercado Público de Florianópolis. Entretanto, é sempre bom o consumidor ir às compras com o olho bem apurado para escolher o produto mais em conta. O lombo de bacalhau, por exemplo, está à venda por preços que podem variar de R$68,00 a R$195,00 dependendo o estabelecimento, uma diferença de 186,76%.

O dado foi coletado pelo Procon Municipal da Capital, durante uma pesquisa de preço em estabelecimentos diferentes do Mercado Público. A pesquisa de preços, divulgada nesta terça-feira (26), analisou 13 itens, entre peixes, ostras, carne de siri, camarão, lula e marisco, em 14 estabelecimentos diferentes.

Segundo a pesquisa, o segundo produto que apresentou maior variação de preço foi a lula. A carne foi encontrada por preços entre R$38,00 e R$60,00 em diferentes peixarias, o que corresponde a uma variação de 57,89%.

 

O camarão com casca também teve uma diferença acentuada, variando de R$35,99 a R$55,00 o quilo, uma discrepância de 52,82%.

Além dos produtos com preços elevados, o Procon identificou itens com valores mais baixos. A dúzia de ostras, por exemplo, é vendida por R$17,00 e R$18,00, uma variação de apenas 5,88% entre os estabelecimentos analisados.

O secretário de Governo de Florianópolis, André Alves, comenta que esta data movimenta de forma positiva a economia da cidade e principalmente, das peixarias, já que os adeptos do costume de não comer carne vermelha na Sexta-feira Santa buscam por seus peixes preferidos. “Pensando em facilitar a vida dos consumidores na compra de seu pescado fresco, o Procon está disponibilizando essa pesquisa com os produtos mais procurados para a data, informando o valor e o estabelecimento que está comercializando.”

O diretor do órgão, Alexandre Farias Luz, afirma que esta ação, assim como as outras pesquisas realizadas pelo Procon, tem como objetivo auxiliar a população a comprar seus produtos de forma econômica e ágil. “Sabemos que a rotina é corrida e muitas pessoas não conseguem procurar pelos produtos que desejam, por esse motivo, realizamos esta pesquisa para ajudar o consumidor nessa procura tão importante”.

 

Foto: PMG/Divulgação