20 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Policial

“Namorado” e mãe de menina são indiciados por estupro de vulnerável em SC

De acordo com a polícia, todos os envolvidos dissimulavam a relação para a comunidade

A Polícia Civil finalizou nesta semana um Inquérito Policial que apurava prática de estupro de vulnerável no município de Bombinhas, Litoral Norte catarinense. De acordo com a investigação, um homem de 42 anos mantinha relacionamento conjugal com uma menina de 14 anos e contava com a conivência da mãe.

A relação acontecia desde os 12 anos da vítima. Porém, atualmente a garota tem 14 anos, o que indica que “agora não seria mais crime”, conta o delegado Ricardo Melo, responsável pelo caso. Portanto a investigação é referente ao estupro de vulnerável das datas anteriores ao aniversário de 14 anos da vítima.

O homem seria de uma família próxima à da vítima e, de acordo com a Polícia Civil os envolvidos dissimulavam o caso, negando a relação para a comunidade. Desse modo, a apuração se tornou mais complexa. A partir de denúncias de vizinhos, diversas diligências e mandados de busca e apreensão foram realizados para que se reunisse elementos que demonstrassem a prática de relação sexual, com aval da própria mãe da vítima.

 

No inquérito, com mais de 300 páginas, o homem foi indiciado à Justiça por estupro de vulnerável e a mãe por omissão de dever legal de cuidado. O crime de estupro de vulnerável prevê pena de prisão de 8 a 15 anos, para quem ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos.

Foto: PCSC / Divulgação

Policial

Policial

Policial

Policial

Policial

Policial