3 de março de 2024
TV Barriga Verde
Saúde

Novo Banco de Leite e Lactário é inaugurado em SC; confira

O crescimento da demanda fez com que a obra fosse priorizada

Na segunda-feira (18) a Maternidade Carmela Dutra (MCD) celebrou a inauguração do seu novo Banco de Leite Humano (BLH) e Lactário e da Central de Informações de Aleitamento Materno. O ambiente renovado irá proporcionar mais espaço e conforto para as mamães, bem como uma maior segurança para o preparo e armazenamento do leite materno.

A reforma e expansão atenderam às exigências da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano e da Vigilância Sanitária. Na ocasião, também foi inaugurado oMaternidade Carmela Dutra , espaço de acolhimento para as mães dos bebês internados na UTI Neonatal.

A solenidade de inauguração contou com a presença da secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, do superintendente dos Hospitais Públicos, Roberto Benedetti, além de dirigentes e funcionários da unidade. A gestora enfatizou a importância de adequar o espaço aos critérios técnicos e sanitários.

“Por mais simples que seja esse gesto, de uma reforma que foi concluída na nossa gestão, e que agora torna este espaço adequado aos critérios técnicos e sanitários, este é o nosso grande desafio: buscar todos os alvarás sanitários. Mesmo que a legislação permita que os hospitais públicos não precisem dessas exigências, não se trata de uma questão de exigência, é uma questão de segurança. Para quem trabalha e para quem utiliza os serviços que são disponibilizados. Então, estamos realizando também a revisão da rede de gases, a revisão da parte elétrica e muito em breve vamos ter a nova sala de espera da Maternidade Carmela Dutra. São trabalhos que precisam ser contínuos e essa é a determinação do governador Jorginho Mello”, destaca.

O superintendente dos Hospitais Públicos, Dr. Roberto Benedetti ressaltou a excelência da maternidade como referência em gestação de alto risco, reconhecendo a contribuição de toda a equipe para o cuidado dos recém nascidos. “Temos crianças com baixo peso, extremo baixo peso, que levam uma vida normal, graças ao atendimento dado por toda a equipe, incluindo todos os colaboradores médicos, técnicos de enfermagem, fonoaudiólogos, fisioterapeutas. Quero parabenizar todo o corpo diretivo por todo esse trabalho que tem sido realizado”, destacou.

Gilberto Marçal, diretor da maternidade, compartilhou que o Banco de Leite realiza cerca de 800 atendimentos mensais, captando e qualificando aproximadamente 100 litros de leite humano. Com a ampliação, a expectativa é dobrar esse volume para 200 litros. “De uma área de 50 metros quadrados, passaremos para uma área de 150 metros quadrados. A expectativa é que esse número de atendimentos aumente e todo esse trabalho seja realizado com a maior qualidade e segurança. O nosso banco de leite já foi por vezes padrão ouro, e a gente trabalha para buscar essa titulação novamente”, destaca.

Durante a cerimônia, homenageou-se a enfermeira Evangelia Kotzias Atherino dos Santos, uma das fundadoras do Banco de Leite Humano da MCD e da Central de Informações de Aleitamento Materno, em 1979.

Segurança alimentar e capacidade de estoque

Cecília Melo, coordenadora do BLH, da Maternidade Carmela Dutra, explica que todo o leite fornecido de doação precisa passar por um processo de pasteurização antes de ser distribuído aos recém-nascidos e que a antiga estrutura, há mais de 40 anos em funcionamento no mesmo local, não suportava mais toda a evolução dessa atividade e o crescimento das demandas.

“É um processo bastante exigente para que a gente consiga entregar o leite com segurança alimentar. Essa nova estrutura ampliada vai possibilitar que a gente execute a pasteurização com maior segurança, com todos os equipamentos exigidos pela Rede Brasileira de Banco de Leite Humano e também pela Vigilância Sanitária Municipal”, avalia

A capacidade de estoque também foi ampliada com uma maior número de freezers, facilitando a logística desde a captação, processamento, até a distribuição do leite materno.

A coordenadora destacou também que o leite é destinado, prioritariamente, a recém-nascidos prematuros, de baixo peso e com intercorrências em UTI neonatal, assegurando a oferta de alimento da melhor qualidade possível. No entanto, o leite também é disponibilizado aos demais bebês internados na maternidade que, eventualmente, precisem receber algum tipo de complementação.

Doações e Contato

Atualmente, a MCD mantém entre 50 a 60 doadoras vinculadas mensalmente, captando entre 100 a 150 litros mensalmente. Para facilitar as doações, a equipe realiza coleta domiciliar, com mais de 120 visitas mensais para manutenção dos estoques. Mulheres saudáveis que amamentam e produzem excedente de leite podem contribuir entrando em contato pelo whatsapp do Banco de Leite da Maternidade Carmela Dutra no número 3664-3920, onde as equipes organizarão a primeira visita domiciliar.

Foto: ASCOM/SES/Reprodução
Saúde

Saúde

Saúde

Saúde

Saúde

Saúde