20 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Cotidiano

Óculos falantes serão doados à Prefeitura de Florianópolis durante evento

A partir de agora, a tecnologia será uma importante aliada em sala de aula e na biblioteca para os 14 deficientes visuais matriculados nas escolas municipais da Capital. Na quinta-feira (4), paralelamente ao Startup Summit 2022, a Prefeitura de Florianópolis receberá a doação do dispositivo de inteligência artificial OrCam MyEye, que será entregue pelo Consulado de Israel em São Paulo e pela Mais Autonomia, que representa a OrCam no Brasil. 

O ato será realizado no estande da Acate, a partir das 10h20, e contará com a participação do prefeito Topázio Neto, do secretário Juliano Pires (Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico), do secretário Maurício Fernandes Pereira (Educação) e do diretor Doron Menashe Sadka (Mais Autonomia, representante da OrCam no Brasil).

O superintendente Marcos Lichtblau (Tecnologia), um dos articuladores da doação do MyEye para a Prefeitura de Florianópolis, deve fazer uma demonstração ao vivo do uso do dispositivo. 

Para o prefeito Topázio Neto, o uso do MyEye em sala de aula será um importante aliado dos 14 estudantes matriculados nas escolas municipais da Capital que têm algum grau de deficiência visual – três são cegos e os outros 11 têm baixa visão.

“O MyEye é um instrumento sensacional de inclusão destes estudantes no dia a dia da escola, proporcionando ainda mais confiança, segurança e independência para estes alunos”, observa o prefeito.

MyEye OrCam – Lançado em 2015 pela israelene OrCam, o dispositivo assistivo passou a ser comercializado no Brasil em 2018 pela Mais Autonomia. O sistema é adaptado em três idiomas: português, inglês e espanhol. Cada aparelho custa, em média, U$ 3 mil, o equivalente a R$ 14 mil.

Conhecido por aqui como “óculos falantes”, o MyEye pesa apenas 22 gramas, é do tamanho de um dedo e se conecta a todo tipo de armação de óculos. Ativado por voz, gesto ou mesmo imagem, o dispositivo lê instantaneamente um livro, um documento, cédula de dinheiro, códigos de produtos, a tela de um smartphone ou mesmo um cardápio, num restaurante. O MyEye também é capaz de reconhecer a face de até 150 pessoas cadastradas e falar o nome quando a presença delas é identificada. A tecnologia opera de forma offline, não necessitando de conexão com a internet para funcionar.

Serviço

  • O que: doação do dispositivo MyEye para a Prefeitura de Florianópolis;
  • Quando: quinta-feira, 4 de agosto, a partir das 10h20;
  • Onde: CentroSul (Av. Gustavo Richard), no stand da Acate.
Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano

Cotidiano