12 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Paulo Chagas

Oposição quer tirar proveito do resultado da Operação Presságio

O alvo da oposição é o prefeito de Florianópolis Topázio Neto (PSD). Jogar para cima dele responsabilidades e quem sabe arrolá-lo no processo, seria o suprassumo para comprometer a gestão e o futuro político do gestor. O prefeito tem se notabilizado na capacidade administrativa e tem a simpatia de grande parte da população. Seja como for, o episódio envolvendo os ex-secretários na recente ação policial ainda seguirá sendo artigo de munição para os principais adversários políticos. Faz parte do jogo. A propensa Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), ainda não reuniu o número de assinaturas suficientes para a instalação, e nem deverá alcançar o objetivo. Em não conseguindo, está a prova de que Topázio tem também respaldo político dentro da Câmara de Vereadores. Enfim, o prefeito ainda terá muitas dores de cabeça a partir do episódio policial, mas terá que continuar sendo habilidoso no trato do assunto, sem nunca negar explicações. De parte da oposição, se não conseguir concretizar a culpa e o envolvimento do prefeito, tentará, pelo menos, fortalecer a dúvida, e quem sabe assim, complicar o projeto de reeleição do Topázio. Enfim, fora o constrangimento, Topázio se mantém firme.

Em Lages, Colombo nega candidatura

Ex-governador Raimundo Colombo / Foto: divulgação

Está desfeita a ideia. Raimundo Colombo declarou na imprensa de que não pretende ser candidato à Prefeitura de Lages, mas que vai ajudar a escolher um nome mais jovem, e apoiar. Revelou que foi exatamente isso que disse durante uma reunião com a Executiva do PSD, e com demais correligionários, na semana passada. Contou sobre a passagem pelo Senado, na experiência de quatro anos, até chegar ao Governo. Citou também que espera uma decisão judicial que poderá colocá-lo de volta no Senado, desde que o Jorge Seif (PL) seja punido por problemas verificados lá na campanha, em que teve apoio de Luciano Hang, da Havan, com utilização da estrutura da empresa. É uma história inacabada e que ainda deve render mais alguns capítulos, e que Raimundo espera ganhar espaço como protagonista. Disse ainda que acredita na inocência de Antonio Ceron, no que tange ao arrolamento do prefeito na Operação Mensageiro. Concluo dizendo que, sem Colombo, o horizonte segue turvo para que um nome de peso do PSD surja para a Prefeitura. Hoje não há ninguém que possa convencer o eleitorado lageano. Porém, de uma cartola, pode sair um “boi voando”. São as ditas situações mais inesperadas envolvendo o campo político. Portanto, segue aberta a possibilidade.

Moradores de rua vindos da Bahia?

É preciso ir a fundo nas investigações. É muito grave a suposta constatação de que 44 pessoas teriam saído de Teofilândia (Bahia) e desembarcado em Florianópolis. As investigações estão no âmbito do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). Se os indícios de que essas pessoas migraram de forma ilegal, providências deverão ser tomadas. Há relatos de que Balneário Camboriú também estaria recebendo pessoas da mesma forma, vindos do Paraná. Importante esperar pela apuração do caso, em Florianópolis. As denúncias dão conta de que são vários ônibus procedendo o transporte de forma irregular, e desembarcando na Capital um grande número de pessoas sem condições de se estabelecer na cidade. O argumento de que seriam turistas, já foi descartado. Aliás, a questão de pessoas em situação de rua abrange municípios de todo o Estado. Hora de debater o assunto, com mais seriedade.