19 de junho de 2024
TVBV ONLINE
Paulo Chagas

Os 100 dias do governo de Jorginho Mello

Durante a apresentação do balanço de 100 dias de Governo de Jorginho Mello, ele deverá lançar o programa “Santa Catarina Levada a Sério”. Curiosamente o mesmo slogan usado na campanha a prefeito, de Antonio Ceron: “Lages Levada a Sério!”, e que hoje passa por contestação. Seja como for, uma coisa nada tem a ver com a outra. Aguardemos, portanto, o que está por vir em termos de novidades. O balanço da gestão do governo está programado para às 14 horas, desta segunda-feira (10), no Teatro Ivo Silveira, em Florianópolis. No contexto, fica, portanto, a expectativa de que não se atenha apenas relatando o que já fez nos meses iniciais, mas que traga algo novo e que possa impactar no desempenho administrativo. Talvez, seja essa a intenção, ao lançar um novo programa. (Foto: Roberto Zacarias / Secom)

Lucas mantém prática de alegrar a Páscoa de quem precisa

Desde os tempos em que ocupava uma cadeira na Câmara de Vereadores de Lages, Lucas Neves mantinha a tradição de proporcionar lazer às crianças na Semana Santa. Não está sendo diferente agora, como deputado estadual. Novamente ele propiciou o que chama de “Páscoa Solidária”. O evento reuniu centenas de pessoas, neste sábado, no bairro Guarujá, em Lages. Ele é assim. Carrega uma forma de humanismo, que o impele a dar um pouco de alegria a quem tem menos. Há anos, a proposta de Neves é unir as famílias da região com atividades recreativas, contação de histórias e distribuição de doces. Para fomentar a imaginação infantil, o Coelho da Páscoa também participou. A ação do deputado Lucas Neves (Podemos) foi realizada em parceria com o Instituto Casa Amarela, com apoio da prefeitura de Lages e contou com a participação do 6ª Batalhão da Polícia Militar de SC e do Grupo de Escoteiros Heliodoro Muniz.

Para refletir: viver a Páscoa é uma opção!

Como se sabe, a Páscoa Cristã é uma das festividades mais importantes para o cristianismo, pois representa a ressurreição de Jesus Cristo, o filho de Deus. Diferentes religiões e denominações celebram a Páscoa de maneira diferente. Enfim, não vou aqui discorrer com explicações sobre acontecimentos marcados pela fé, em que muitos celebram, espelhando-se na história de morte e ressureição de Jesus. Importante, apenas, o respeito que deveria ter aos costumes religiosos, e respeito também aos que ignoram. Indiferente das opções, meu desejo é que tenham nesse dia de Páscoa, o mínimo de reflexão, sobre tantos acontecimentos, especialmente os que dependem dos senhores da política.