21 de abril de 2024
TV Barriga Verde
Economia

PAA: 130 cidades catarinenses receberão R$ 10 milhões para aquisições da agricultura familiar

Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) beneficia equipamentos da rede socioassistencial

No total, 130 cidades catarinenses se habilitaram a receber recursos do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que possibilita a compra da agricultura familiar e beneficia equipamentos da rede socioassistencial. Os municípios receberão juntos R$ 10 milhões do edital. A lista completa foi divulgada pela Secretaria de Assistência Social, Mulher e Família nesta terça-feira (2), e pode ser conferida neste link.

Neste edital as cidades que receberão o maior volume de recursos são Florianópolis com R$ 901.129,91, seguida de Joinville com R$ 705.197,95, Chapecó com R$ 476.302,53, Ipuaçu com R$ 402.995,23 e Lages com R$ 288.811,75.

O valor que cada cidade receberá depende de um cálculo que leva em conta critérios como o número de equipamentos assistenciais cadastrados, inscritos no CadÚnico, percentual de magreza acentuada em crianças, sobrepeso e adesão ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan).

 

Já os municípios que possuem decreto de Emergência, que tem população indígena ou quilombola, receberão um percentual a mais de recursos, além da divisão básica.

Segundo a secretária de Assistência Social, Mulher e Família, Maria Helena Zimmermann, depois da habilitação dos municípios, agora a SAS já se prepara para iniciar a etapa de cadastro dos produtores. “Queremos que agricultores de todo o estado participem desse programa tão importante que incentiva a agricultura familiar e ainda beneficia a rede socioassistencial e em breve vamos divulgar a data dos cadastros”, disse.

Santa Catarina é referência no edital do PAA

No último edital, Santa Catarina foi o estado do Brasil que contou com a maior diversidade de itens disponibilizados para serem adquiridos da agricultura familiar pelo PAA. Eram 248 produtos cadastrados, desde verduras e legumes, mel, pães, bolacha, polpa de fruta, entre outros. O número de agricultores foi de 293 e a meta para 2024 é ampliar para 800 produtos.

 

Foto: Helena Marquardt / SAS

Economia

Economia

Economia

Economia

Economia

Economia