25 de julho de 2024
TVBV ONLINE
Economia

PAA destina mais de R$ 1,4 milhão para alimentos in natura

Valor corresponde a 98,54% dos recursos do Programa de Aquisição de Alimentos, que vendeu 214,8 toneladas

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) destinou R$ 1,5 milhão para compras da agricultura familiar em 16 municípios de Santa Catarina. O balanço foi apresentado nesta segunda-feira (11) pela Secretaria de Estado da Assistência Social, Mulher e Família, por meio da Coordenadoria Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional.

Ao todo, foram beneficiados 157 equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional da rede socioassistencial, de saúde, de ensino e entidades socioassistenciais. Um dado que chama a atenção é 98,54% do recurso foi gasto com alimentos in natura.

Nesse edital, que foi recém finalizado, foram cadastrados 341 agricultores como fornecedores. Eles venderam 214,8 toneladas de alimentos, que boa parte eram orgânicos. Já a quantidade de alimentos minimamente processados somou quase18 kg de itens como bolacha, mel, farinha de mandioca, queijo e polpa de fruta.

 

“Graças ao trabalho de toda equipe da Segurança Alimentar e Nutricional, que prestou assessoria e apoio técnico aos municípios, conseguimos executar todo o recurso do PAA, que fez a diferença para todos que receberam esses alimentos. Agora já estamos nos preparando para um novo edital com um valor ainda mais expressivo e que vai beneficiar todos os municípios catarinenses”, disse a secretária da SAS, Maria Helena Zimmermann.

A coordenadora Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional, Juliana Rocha Pires, explica que os alimentos atenderam 65 equipamentos da rede sociassistencial, 36 entidades socioassistenciais, além de 6 equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional.

Durante toda a execução da portaria de R$ 1,5 milhão, a equipe prestou 315 assessorias para atendimento, 140 assessorias para auxílio nas portarias municipais, realizou 96 reuniões técnicas para acompanhamento da execução do PAA nos municípios habilitados e para utilização dos recursos.

“Estamos muito felizes com o resultado, 100% do recurso gasto em produtos da agricultura familiar e queremos agradecer também à Secretaria da Agricultura e a Epagri, que foram nossas parceiras na execução do programa para colocar alimentos de muita qualidade na mesa dos catarinenses”, finaliza, Juliana.

 

Mais de R$ 10 milhões para 2024

Para o próximo ano, Santa Catarina terá mais R$ 10 milhões para o Programa de Aquisição de Alimentos. O novo edital deve ser lançado em janeiro pela SAS e poderá beneficiar todos os municípios do estado que tiverem interesse nas inscrições, inclusive com percentuais adicionais para cidades que tiverem povos tradicionais como indígenas e quilombolas.

 

Foto: Naiane Hoffmann/SAS