18 de abril de 2024
TV Barriga Verde
Educação Turismo

Parque Astronômico de Criciúma recebe 45 mil visitantes em um ano de funcionamento

Cidade é a única do Brasil a ter um foguete real para observação em espaço público

Um dos pontos turísticos mais modernos e visitados de Criciúma completou um ano de funcionamento no último sábado (6). O Parque Astronômico Municipal Albert Einstein E=mc², localizado no alto do Morro Cechinel, atraiu 45 mil visitantes desde sua abertura.

Com diversos equipamentos que possibilitam a observação dos astros, estrelas e constelações, o ambiente se tornou uma opção de passeio misturada com aprendizagem não só para os estudantes, mas para toda a população. O monumento foi inaugurado durante as comemorações do aniversário de 143 anos da cidade.

Ao mesmo tempo que fomenta o turismo, o parque serve de instrumento de aprendizagem tanto para alunos de escolas do município, quanto de cidades vizinhas. Por meio de sessões dinâmicas, os estudantes podem usufruir de uma experiência realista durante as apresentações dos fenômenos do universo.

“O Parque Astronômico Municipal é uma das conquistas mais importantes para Criciúma, pois proporciona conhecimento e qualidade de vida para os mais de 240 mil habitantes e mantêm vivo o turismo local. Este é um equipamento que veio para somar, já que não temos lugares similares no estado de Santa Catarina”, ressaltou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro.

 

Eventos, observação e exposições atraem visitantes

A administração do parque promove eventos periodicamente, como a apreciação de fenômenos como superluas e eclipses, que atraem em média 5 mil pessoas, além da observação de planetas, por meio de quatro telescópios, de maneira gratuita. De acordo com a gerente administrativa do Parque Astronômico, Andreia Zomer, o primeiro ano de funcionamento foi positivo, com atividades que despertaram o interesse da população. Uma delas foi a palestra com o ex-engenheiro da NASA, Gabe Gabrielle, que encantou e motivou os estudantes e a comunidade.

O local recebe apaixonados por astronomia de todo o estado e, também, do país. Oficinas, exposições, sessões de observação e palestras atraíram eventos importantes no campo do estudo da ciência, como o 10° Simpósio Catarinense de Astronomia, responsável por promover a interação entre estudioso, entusiastas e apaixonados pelo universo de todo o estado.

“O Parque Astronômico marca o início de uma nova era em nossa cidade, voltada ao turismo do conhecimento e das novas descobertas. É algo que nos destaca de forma positiva, como exemplo de desenvolvimento econômico e sustentável”, ressaltou Andreia.

 

Parque Astronômico Municipal Albert Einstein E=mc²

O nome do parque é uma homenagem à famosa fórmula da Teoria da Relatividade Geral do físico alemão Albert Einstein. Com um planetário digital, rodeado por sala maker, laboratórios, área de exposição de rochas, fósseis e meteoritos, observação do céu a olho nu, telescópios, relógio de sol e Esfera Armilar, o parque é o ambiente perfeito para os amantes da astronomia.

Andando pelo local, é possível observar um monumento da Teoria da Relatividade e ilustrações de Isaac Newton, Johannes Kepler, Edwin Hubble, Galileu Galilei e Stephen Hawking, além de esculturas confeccionadas em tamanho real de Albert Einstein e de grandes cientistas.

O modelo de planetário digital construído em Criciúma possui uma das tecnologias mais modernas do Brasil, possibilitando uma imersão completa. Sua cápsula foi planejada em alusão a Marte, o Planeta Vermelho. As sesões levam os visitantes a uma viagem ao espaço, visualizando constelações e toda a estrutura que o sistema solar oferece. A experiência é guiada por profissionais, com aulas sobre curiosidades a respeito dos planetas.

Recentemente, o parque recebeu um foguete VS-40, uma sonda espacial II e um míssil MAA-1, compostos por peças originais. Os equipamentos foram conquistados junto ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), da Força Aérea Brasileira (FAB). Todos passaram por um processo de desmilitarização. Os componentes internos foram removidos para que os equipamentos pudessem ser instalados no local sem oferecer riscos à população. As características externas, porém, foram mantidas, conforme projeto original. Com os novos equipamentos espaciais, Criciúma se tornou a única cidade do Brasil a ter um foguete real para observação em espaço público.

 

Funcionamento do parque

O parque é aberto diariamente, das 9h às 21h. As atividades de observações nos telescópios ocorrem de quinta-feira a domingo, das 20h às 21h. Já as sessões guiadas no parque e no planetário digital ocorrem de quinta-feira a domingo, em três horários: 15h, 17h e 19h.

O ingresso para participar das sessões custa R$ 10 e pode ser adquirido no local. Crianças menores de seis anos, idosos e grupos de professores e de alunos de escolas públicas municipais, particulares, estaduais e de creches não pagam. Já os professores e estudantes de escolas públicas e particulares de outros municípios que desejam participar das sessões têm direito a meia entrada. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (48) 3431-0400.

 

Foto: PMC/Divulgação

Turismo

Educação

Educação

Turismo

Educação

Educação