19 de junho de 2024
TVBV ONLINE
Cotidiano

Pecuária: é verdade que o Brasil tem mais boi do que gente?

Levantamento aponta que o rebanho bovino no Brasil tem em torno de 202,8 milhões de animais
enquanto a população chegou a 203 milhões de pessoas

O rebanho bovino brasileiro continua sendo o maior do mundo em 2023 e o número é praticamente igual ao da própria população brasileira. Apenas cerca de 200 mil indivíduos separam um grupo e o outro. Enquanto o rebanho bovino é de 202,8 milhões de animais, a população chegou a 203 milhões de pessoas.

Segundo estimativas divulgadas nesta semana pela coordenação do 11º Rally da Safra 2022/2023, o rebanho bovino atualmente é composto por 202,8 milhões de cabeças de gado enquanto a população é de 203 milhões de pessoas, de acordo com o Censo 2022, do IBGE. Ou seja, em 2023, o Brasil não tem mais boi do que gente. Isso aconteceu até o ano passado, quando o IBGE apontou um rebanho de 224,6 milhões de animais e a população, 214 milhões de pessoas. De acordo com números da FAO/ONU, o segundo maior rebanho bovino está na Índia, com cerca de 193 milhões de animais. A população, porém, chega a 1,4 bilhão de pessoas.

Segundo Maurício Nogueira, coordenador do Rally da Safra, e diretor da Athenagro, do total de 202,8 milhões de animais, 162 milhões pertencem ao rebanho comercial, aquele que é administrado por pecuaristas com foco comercial. Esse grupo inclui todos os animais que são criados para venda ou reprodução, que recebem nutrição suplementar, como sal mineral, ou que passaram por algum sistema de confinamento, e bezerros de fazendas de leite.

 

A área de pastos no Brasil chega a 158 milhões de hectares, 100 milhões de hectares destinados aos rebanhos comerciais. Com esses números, os técnicos concluíram que a produtividade média anual da pecuária brasileira é de 4,8 arrobas por hectare. Há 10 anos, de acordo com dados coletados pelo Rally, a produtividade média anual era de 3,7 arrobas por hectare.

Entre os pecuaristas que investem em tecnologias de ponta, como genética ou pastagens de maior qualidade, a produtividade média anual chega a 12,8 arrobas por hectare. Em 2013, era de 7,88 arrobas por hectare. “Se o Brasil ocupasse os 158 milhões de hectares com esse nível tecnológico [praticado por pecuaristas deste grupo], o país seria o responsável por toda a carne bovina produzida no mundo”, afirmou.

Fonte: Band
Foto: Wenderson Araujo/Trilux/CNA