19 de junho de 2024
TVBV ONLINE
Bombeiros

10 pessoas morreram e 21 estão desaparecidas no Rio Grande do Sul

Imagens: CBMSC

‘Muita gente apavorada’, diz moradora que teve casa inundada nas chuvas

Segundo a Defesa Civil do Rio Grande do Sul pelo menos 10 pessoas morreram e 21 estão desaparecidas, os dados foram divulgados nesta quarta-feira (1º). Até o momento, pelo menos 104 municípios foram afetados, cerca de 1.145 pessoas estão em abrigos e outras 1,4 mil desalojadas. Quase 20 mil foram afetados pelas chuvas. Os temporais castigam o Rio Grande do Sul desde segunda-feira (29).

As equipes do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) começaram a atuar no Rio Grande do Sul na manhã desta quarta-feira. As ações foram nos municípios de Lajeado, Santa Cruz do Sul, Forquetinha, Marques de Souza e Cruzeiro do Sul. Os militares foram empregados em resgates de pessoas ilhadas e em ocorrências pontuais de deslizamentos com vítimas.

No total 30 militares do CBMSC estão atuando no Rio Grande do Sul com 11 embarcações e 09 viaturas 4×4, sendo que uma delas possui equipamentos específicos para resgate em deslizamentos.

Bombeiros catarinenses atuando no Rio Grande do Sul. Imagem}: CBMSC.

Moradores apavorados

Moradores de São Sebastião do Caí afirmam que a enchente que atinge a região já pode ser considerada uma das mais intensas que atingiram a cidade, que fica no Rio Grande do Sul. O município é um dos mais atingidos pelas chuvas, que já deixaram dois mil desabrigados no estado.

Emily, nascida e criada na cidade, diz que nunca viu uma enchente como a que atinge o local atualmente. “Desse tamanho, nunca aconteceu. Primeira vez, novembro deu uma grande, mas não como essa. Muita gente apavorada, em cima dos telhados, pedindo socorro, está bem complicado aqui”, conta.

Ela e a família saíram da casa onde moram por medo da estrutura ser levada pelas águas. “A gente ficou com medo da estrutura da casa, moramos em cima, minha mãe embaixo, já não tem quase nada por causa da última enchente. Conseguimos salvar bastante coisa, mas né, a gente continua”, lamentou.

Até o momento, pelo menos 104 municípios foram afetados, cerca de 1.145 pessoas estão em abrigos e outras 1,4 mil desalojadas. Quase 20 mil foram afetados pelas chuvas. Os temporais castigam o Rio Grande do Sul desde segunda-feira (29). O estado vem sofrendo com ciclos cada vez mais recorrentes de intempéries climáticas.