26 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Esportes

Petição para dar título da F1-2021 a Hamilton ultrapassa 90 mil assinaturas

Se o pedido fosse acatado, Hamilton se tornaria vencedor do GP de Abu Dhabi de 2021 e chegaria a seu oitavo título na F1

Uma petição online criada por fãs para alterar o resultado do GP de Abu Dhabi de 2021 e dar o título da F1 a Lewis Hamilton já tem mais de 90 mil assinaturas. O movimento se refere à uma corrida controversa, do dia 12 de dezembro, quando Hamilton foi ultrapassado por Max Verstappen na última volta. Na ocasião, o diretor de corridas da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Michael Masi, acionou Safety Car, reiniciando a corrida. Assim Verstappen conseguiu ultrapassar Hamilton, conquistando seu primeiro título na F1.

Na época, a Mercedes protestou, mas parou depois de uma semana. Porém, em março de 2022, a FIA reconheceu que houve erro por parte de Masi, mas que o resultado da corrida e do campeonato eram válidos e não passíveis de alteração.

Segundo a Federação, Masi cometeu dois erros. Isso porque havia vários retardatários entre os cinco primeiros colocados. Segundo a regra, o diretor de prova precisaria permitir que todos eles tirassem as voltas dadas pelos líderes para se juntar ao fim da fila antes de autorizar o reinício da prova.

 

No entanto, Masi realizou o procedimento apenas para os carros que separavam Hamilton, o líder da prova, de Verstappen, o segundo. Além disso, ainda de acordo com o regulamento, Masi precisaria esperar os retardatários se juntarem ao fim da fila só depois para mandar o safety car de volta para os boxes, o que não foi feito, possibilitando a realização de uma última volta.

“O diretor de corridas estava agindo de boa fé e usando o melhor do seu conhecimento em difíceis condições, se for considerado o tempo limitado para tomada de decisões e enorme pressão aplicada pelas equipes. O resultado de 2021 do GP de Abu Dhabi e do Campeonato Mundial são válidos, definitivos e não podem ser alterados”, afirmou a FIA na época.

“O diretor de corrida chamou o safety car para os boxes antes da volta adicional exigida pelo regulamento da Fórmula 1. O processo de identificar retardatários tem sido feito de forma manual. E um erro humano fez com que nem todos os retardatários pudessem tirar as voltas que tomaram. A FIA está introduzindo um sistema automatizado para identificar os retardatários”, concluiu a entidade.

O que diz a petição

“Eu acretido que a justiça não tenha sido feita em 12 de dezembro de 2021, quando os comissários da F1 tiraram a vitória de Lewis Hamilton no GP de Abu Dhabi. Com uma volta para o fim, alguns retardatários foram autorizados a passar o safety car, o que fere o regulamento da F1. Isso criou a oportunidade para que Max Verstappen ultrapassasse Lewis Hamiltin e vencesse o Grande Prêmio. Se você luta por justiça, honestidade e equidade, por favor assine esta petição. Deixar a decisão do jeito que está mandará uma mensagem muito errada aos novos e futuros pilotos”.

Foto: F1 / Reprodução

Esportes

Esportes

Esportes

Esportes

Esportes

Esportes