27 de maio de 2024
TVBV ONLINE
Economia

Petrobras: entenda o que muda na nova política de preços, na prática

Dólar e petróleo no mercado internacional continuam a compor o valor dos combustíveis, que agora também vai levar em consideração custos internos; veja perguntas e respostas

A Petrobras anunciou nesta terça-feira (16) uma nova política de preço dos combustíveis. O principal componente é o fim da subordinação ao preço de paridade de importação (PPI), em vigor desde 2016. Saiba mais no vídeo acima.

A regra anterior levava em consideração basicamente duas variáveis principais para compor o preço da gasolina, diesel e outros: valor do dólar e do petróleo internacional. Agora, outros valores serão considerados na composição.

O objetivo é suavizar os repasses ao consumidor final. Segundo comunicado da Petrobras, a nova estratégia contém a volatilidade de preços diante do cenário internacional, mas também garante sustentabilidade financeira da empresa. Veja abaixo perguntas e respostas sobre a política de preço da Petrobras.

 

“Se tiver uma crise, por exemplo, é claro que os combustíveis vão subir, mas a ideia é colocar outros elementos na composição de preço”, explica a comentarista de economia Juliana Rosa.

Paralelamente, o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, anunciou redução dos preços de gasolina, diesel e gás de cozinha (GLP) para as distribuidoras a partir de quarta-feira (17).

O valor ao consumidor final depende de outros componentes, como impostos. Mas a expectativa de Prates é que o preço do botijão de gás para o consumidor final fique abaixo dos R$ 100 – menos valor desde 2021. Saiba mais sobre a queda nos preços dos combustíveis aqui.

O que é o PPI?

PPI é a sigla para preço de paridade de importação. Isso significa que, basicamente, o preço dos combustíveis no Brasil era determinado pelo valor do dólar e do petróleo no mercado internacional. Essa foi a estratégia da Petrobras desde 2016 até a nova política de preços, anunciada nesta terça-feira.

É o fim do PPI?

É o fim do preços dos combustíveis determinados somente pelo PPI. Agora o valor da gasolina, o diesel e outros não vão ser determinados somente pelo preço do dólar e do petróleo no mercado internacional. Outras variáveis serão consideradas.

E quais são as novas variáveis dos preços dos combustíveis?

A nova composição de preço vai levar em consideração custos internos, como principais alternativas de suprimento. A Petrobras dividiu os componentes em dois:

  • Custo alternativo do cliente: leva em conta principais alternativas de suprimento, dos mesmos produtos ou substitutos;
  • Valor marginal para a empresa: custo de oportunidade diante das alternativas da companhia, como produção, importação e exportação do produto.

A mudança tem relação com política?

Sim. Crítico ao PPI, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falava em mudar a composição de preço dos combustíveis desde a campanha eleitoral.

Fonte: Band

Foto: Pixabey/Reprodução

Economia

Economia

Economia

Economia

Economia

Economia